Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Hernández deixa a sua marca nos livres de sábado

Hernández deixa a sua marca nos livres de sábado

O colombiano da Blusens-STX foi quem liderou o pelotão de Moto2 na segunda sessão de livres em Jerez, com o líder do Campeonato Tomizawa e Lüthi a manterem-se muito próximos.

Yonny Hernández (Blusens-STX) assumiu a iniciativa antes da qualificação de Moto2 para o Grande Prémio bwin de Espanha nesta manhã de sábado ao assinar o melhor tempo da última sessão de treinos livres, o que lhe aumentou a confiança. O colombiano retirou 0,772s ao tempo que tinha assinado na primeira sessão de livres no dia anterior ao rodar em 1mm4,427s – isto numa sessão em que os 12 mais rápidos ficaram separados por menos de meio segundo.

Shoya Tomizawa (Technomag-CIP), vencedor da corrida de abertura da época no Qatar, lutou um pouco na sessão de ontem, mas neste sábado já voltou a estar no ritmo ao registar um tempo a apenas 0,127s de Hernández, terminando em segundo. Thomas Lüthi, da Interwetten Moriwaki Racing, foi terceiro ficando apenas a 0,004s de Tomizawa.

Alex Debón (Aeroport de Castelló-Ajo), o melhor de FP1, e Alex de Angelis (RSM Team Scot) ficaram ambos nos cinco primeiros e a dois décimos de Hernández, com Yuki Takashi, da Tech3 Racing, e o piloto da Viessmann Kiefer Racing Stefan Bradl a serem os sexto e sétimo mais rápidos, respectivamente.

Toni Elías (Gresini Racing Moto2) teve uma saída de pista na Curva 6 que fez a sua montada ir ao chão, mas o espanhol conseguiu, ainda assim, ser o oitavo melhor, com Scott Redding (Marc VDS Racing Team) e Kenny Noyes (Jack&Jones by Antonio Banderas) a fecharem a lista dos dez primeiros.

Jules Cluzel (Forward Racing) e Karel Abraham (Cardion AB Motoracing) foram outros dois pilotos a sofrerem quedas durante a sessão.

Tags:
Moto2, 2010, GRAN PREMIO bwin DE ESPAÑA, FP2

Outras actualizações que o podem interessar ›