Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Elías vitorioso em magnífica corrida de Moto2

Elías vitorioso em magnífica corrida de Moto2

Depois da corrida de Moto2 ter sido interrompida com bandeira vermelha devido a grande acidente na primeira volta, Toni Elías venceu a tirada reduzida de 17 voltas, à frente de Shoya Tomizawa e Thomas Lüthi.

A atribulada corrida de Moto2 no Grande Prémio bwin de Espanha viu Toni Elías (Gresini Racing Moto2) garantir o primeiro lugar do pódio em Jerez ao cabo de apenas 17 voltas, uma distância mais curta que o habitual e que se deveu a aparatoso acidente na volta de abertura da corrida original.

Um toque entre Simone Corsi (JiR Moto2) e Shoya Tomizawa (Technomag-CIP) viu o nipónico a escorregar pelo chão na Dry Sack, seguindo-se mais nove pilotos a irem ao chão num acidente em cadeia que levou à apresentação da bandeira vermelha. Mas graças a um impressionante trabalho no Pit Lane por parte das equipas envolvidas a corrida foi reatada meia-hora depois.

O início foi rápido e Karel Abraham (Cardion AB), Andrea Iannone (Fimmco Speed Up) e Joan Olivè (Jack-Jones by Antonio Banderas) foram todos vítimas de quedas nas voltas iniciais.

Foram várias as trocas de posições nos momentos iniciais e na quarta volta Kenny Noyes (Jack&Jones by Antonio Banderas), que tinha partido de nono, ultrapassou Elías e Tomizawa para assumir a liderança – posição de trocou de mãos muitas vezes. Thomas Lüthi (Interwetten Moriwaki Racing) também começou a subir na classificação, com Yuki Takahashi (Tech3 Racing) a entrar na luta do que se estava a revelar uma corrida muito competitiva. A seis voltas do final eram ainda nove os pilotos com possibilidade de vencerem.

As ultrapassagens foram mais que muitas enquanto os homens da frente levavam a luta aos limites e nem com o aproximar das últimas voltas a diferença entre os pilotos aumentou significativamente: Elías, Tomizawa, Lüthi e Takahashi entraram para a última volta com menos de meio segundo de diferença entre si.

Para alegria dos fãs espanhóis foi Elías quem levou a melhor ao ultrapassar dois rivais de uma só vez para ganhar com 0,190s de margem sobre Tomizawa, que mantem a liderança do Campeonato com mais este pódio, isto enquanto o piloto da casa passou para segundo da geral. Lüthi, a mais sete milésimos de distância, completou o Top 3 num fantástico final que lhe permitiu ascender ao terceiro posto da classificação.

Takahashi e Corsi terminaram ambos nos cinco primeiros, com Sergio Gadea (Tenerife 40 Pons), Noyes, Julián Simón (Mapfre Aspar), Gabor Talmacsi (Fimmco Speed Up), e Yonny Hernández (Blusens-STX) a completarem o Top 10.

Tags:
Moto2, 2010, GRAN PREMIO bwin DE ESPAÑA, RAC

Outras actualizações que o podem interessar ›