Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Pedrosa celebra a 150ª corrida no Campeonato do Mundo em Le Mans

Pedrosa celebra a 150ª corrida no Campeonato do Mundo em Le Mans

O piloto da Repsol Honda, que se estreou no Grande Prémio do Japão em 2001, vai correr o seu 150º Grande Prémio do Campeonato do Mundo de MotoGP no domingo, em Le Mans.

A 8 de Abril de 2001, um jovem talentoso chamado Dani Pedrosa alinhou pela primeira vez na sua vida na grelha de partida de uma sessão de testes do Campeonato do Mundo de Motociclismo. Foi no circuito de Suzuka, no Japão, que este jovem tímido de apenas 15 anos enfrentou pela primeira vez os melhores pilotos do mundo da categoria de 125cc. Nove anos depois, no próximo domingo, o piloto da Repsol Honda vai celebrar - ao comando da sua Honda RC212V e com as cores da Repsol - 150 corridas no Campeonato do Mundo de Motociclismo, no qual, por seu mérito, será um dos favoritos entre a elite do mundo das duas rodas: o Campeonato do Mundo de MotoGP.

Passaram 10 anos desde a estreia a bordo de uma Honda RS125 e cinco desde que se juntou à equipa da asa dourada na Classe Rainha, a equipa da Repsol Honda. Escolhido por Alberto Puig numa taça nacional de promoção, ambos iniciaram um percurso conjunto que levou Pedrosa ao escalão mais alto do motociclismo - o MotoGP - sempre a correr com motas da fábrica de Saitama e conquistando um merecido lugar entre os melhores pilotos espanhóis de todos os tempos.

Pedrosa venceu três títulos do Campeonato do Mundo, com 31 vitórias e 80 pódios, e em mais de metade das corridas que terminou conseguiu ficar no pódio. Em outros dois Campeonatos também terminou entre os três primeiros classificados.

Logo na sua chegada aos Campeonatos, Pedrosa impressionou com o seu talento nas categorias mais baixas, tornando-se num dos líderes de uma nova geração, um grupo de pilotos que chegou aos Campeonatos do Mundo de Motociclismo com apenas 15 anos, vindos de campeonatos e taças nacionais, demonstrando um talento inato para correr.

Não tardou muito para que ele começasse a bater recordes, tornando-se no piloto mais jovem a competir num Campeonato do Mundo e também no mais jovem piloto espanhol a chegar a um pódio e a conquistar o título de Campeão do Mundo de 125cc. Em 2004, depois de experimentar o inferno das lesões, fracturando os dois tornozelos, recuperou e conquistou a vitória na sua primeira corrida de 250cc, tornando-se uma vez mais no piloto mais novo a conseguir ascender à categoria das quarto de litro. Também foi o mais jovem Campeão na história das 250cc, o mais novo a vencer dois Campeonatos consecutivos em duas categorias diferentes e o mais jovem a vencer três Campeonatos do Mundo.

Em 2006, Pedrosa começou a correr na Classe Rainha, conquistando o intermédio do pódio logo na sua segunda corrida, e a sua primeira vitória na quarta. Consequentemente, foi o segundo mais jovem piloto de sempre a vencer na Classe Rainha, depois de Freddie Spencer e empatado com Norifumi Abe. Nesse primeiro ano, lutou até ao fim pelo título, que acabou por ser entregue ao seu companheiro na equipa da Repsol Honda, Nicky Hayden. Nas três temporadas seguintes, foi sempre um dos pilotos da frente.

Esta época, acabado de comemorar o 24º aniversário, é, depois de Loris Capirossi, Valentino Rossi, Marco Melandri e Randy de Puniet, um dos pilotos de MotoGP com mais corridas do Campeonato do Mundo: nada mais, nada menos do que 150, quando o Grande Prémio de França começar no domingo. Uma longa jornada, ao longo da qual falhou várias corridas devido a lesões - as últimas aconteceram em 2003, depois de ter sido coroado Campeão do Mundo de 125cc, e em Laguna Seca, em 2008 - mas que nunca impediram o piloto da Repsol Honda de brilhar temporada após temporada, sem perdeu o talento ou o entusiasmo na perseguição do sonho de ser Campeão do Mundo de MotoGP.

Estatísticas:

Campeonatos do Mundo: 3 (125cc in 2003; 250cc em 2004 e 2005)
Corridas: 149 (46 em 125cc, 32 em 250cc e 71 em MotoGP)
Vitorias: 31 (8 em 125cc, 15 em 250cc, 8 em MotoGP)
Pódios: 80 (17 em 125cc, 24 em 250cc, 39 em MotoGP)
Pole positions: 32 (9 em 125cc, 9 em 250cc, 14 em MotoGP)
Primeiro Grande Prémio: 2001 Grande Prémio do Japão, , Suzuka
Primeira Pole Position: 2002 Grande Prémio do Japão
Primeiro Pódio: 2001 Grande Prémio de Valência
Primeira Vitória: 2002 Grande Prémio da Holanda

Tags:
MotoGP, 2010, MONSTER ENERGY GRAND PRIX DE FRANCE, Dani Pedrosa, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›