Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Elías prossegue vitórias no Moto2 com triunfo francês

Elías prossegue vitórias no Moto2 com triunfo francês

O piloto da Gresini Racing Moto2 passou para a liderança do Campeonato do Mundo com a sua segunda vitória da temporada em Le Mans. Julián Simón e Simone Corsi completaram o pódio.

Toni Elías conseguiu garantir uma vantagem de 18 pontos no topo da classificação do Campeonato do Mundo com a vitória no Monster Energy Grande Prémio de França, o seu segundo triunfo da época. O piloto espanhol encabeçou o pódio que foi completado por Julián Simón e Simone Corsi no circuito de Le Mans, numa corrida que teve um início relativamente calmo.

Elías fez uma boa partida da sétima posição da grelha, assumindo a liderança cedo, mas acabou por ser ultrapassado por Alex Débon. Contudo, o piloto da Aeroport de Castelló-Ajo foi penalizado por falsa partida, o que o obrigou a uma passagem pela via de boxes e consequente perda da primeira posição. Entretanto, Karel Abraham (Cardion AB Motoracing) e Dominique Aegerter (Technomag-CIP) caíram logo na primeira volta.

Yuki Takahashi (Tech3 Racing) foi o piloto seguinte a ir ao tapete, acabando por abandonar a corrida numa altura em que estava colocado na quinta posição. O homem da pole Kenny Noyes (Jack&Jones by Antonio Banderas) conheceu igual destino.

Na frente da corrida, Elías, Jules Cluzel (Forward Racing) e Julián Simón (Mapfre Aspar) assumiram-se cedo como candidatos ao pódio, enquanto Raffaele De Rosa (Tech3 Racing) juntava-se à lista dos pilotos que caíram durante a corrida.

Cluzel entusiamou os fans caseiros que enchiam o circuito quando chegou à liderança da corrida, mas acabou por perder a frente da mota na volta seis. O wildcar Xavier Simeon também acabou por ir ao chão, arrastando consigo Alex de Angelis (RSM Team Scot). Pouco depois, o até agora líder do Campeonato Shoya Tomizawa (Technomag-CIP) e Mattia Pasini (JiR Moto2) também acabaram por cair.

Enquanto tudo isto acontecia, na frente Elías mantinha a liderança da corrida, com o espanhol e Simón a lutarem pelo mais alto do pódio. Andrea Iannone (Fimmco Speed Up) e Simone Corsi (JiR Moto2) seguiam logo atrás deles.

À medida que a corrida começava a aproximar-se do final, Elías começou a conseguir distanciar-se e, na penúltima volta, a sua vantagem para Simón era já de quase dois segundos. No fim, o homem de Moto2 da Gresini Racing foi, então, o primeiro a cruzar a linha da meta, arrecadando a segunda vitória da temporada e chegando à liderança do Campeonato.

Simón, a correr pela primeira vez com um chassis Suter, chegou pela primeira vez ao pódio nesta temporada de 2010, estando agora em quarto lugar no Campeonato. Corsi, que ocupa agora a terceira posição na classificação geral, completou o Top 3, seguido por Iannone, que assegurou a quarta posição.

O companheiro de equipa de Iannone, Gabor Talmacs, ficou na quinta posição, com Sergio Gadea (Tenerife 40 Pons), Ratthapark Wilairot (Thai Honda PTT Singha-SAG), Fonsi Nieto (G22 Holiday Gym), Stefan Bradl (Viessmann Kiefer Racing) e Roberto Rolfo (Italtrans STR) a completarem o lote dos dez primeiros.

Tags:
Moto2, 2010, MONSTER ENERGY GRAND PRIX DE FRANCE, RAC

Outras actualizações que o podem interessar ›