Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Luta pelo pódio deixa Smith satisfeito

Luta pelo pódio deixa Smith satisfeito

O piloto da Bancaja Aspar pode ter perdido um lugar nos três primeiros em Le Mans, mas estava muito satisfeito por ter melhorado a prestação da sua Aprilia na terceira ronda.

Bradley Smith sentiu claras melhorias na sua Aprilia durante o Monster Energy Grande Prémio de França e ficou muito contente com o salto em frente no nível de prestação da sua montada.

O britânico tinha lutado com a potência da sua 125cc nas primeiras duas rondas, mas em Le mans Smith conseguiu lutar por uma posição no pódio, isto apesar de ter terminado em quinto.

"Estou muito contente com a prestação da Aprilia, já que senti que tive controlo total e consegui divertir-me como um miúdo no lugar onde devia estar,” explicou Smith que rodou em terceira posição durante a corrida até à última volta, altura em que um pequeno erro permitiu a Marc Márquez e Efrén Vázquez o passaram.

“É uma pena ter terminado em quinto depois de ter liderado o grupo de perseguidores durante toda a corrida,” continuou. “Consegui rodar rápido e de forma confortável, mas a única dificuldade foi encontrar o ritmo de corrida. Quando o fiz, consegui mantê-lo até ao final.”

“Hoje consegui ver se era capaz de ser mais agressivo quando necessário e, apesar de não ter funcionado nesta corrida, pelo menos consegui fazê-lo. Foi um final desapontante para uma grande corrida, mas estou contente com a forma como melhoramos a prestação depois de um fim-de-semana difícil."

O companheiro de equipa de Smith na Bancaja Aspar, Nico Terol, manteve a liderança do Campeonato ao terminar em segundo, mas viu a sua vantagem reduzida para apenas dois pontos sobre o rival Pol Espargaró, que venceu a emocionante luta entre os dois.

"Sabia pela forma como o fim-de-semana se estava a desenrolar que tinha um grande ritmo, pelo que o meu objectivo era começar rápido e isolar-me,” disse Terol. “Dei tudo a meio da corrida, mas o Pol ficou comigo. Queria deixá-lo passar a oito voltas do fim para atacar mais tarde, mas os pneus estavam maus e não foi possível, tentei fazer o ataque a duas voltas do fim, mas alarguei muito. Quando se rodar no limite este tipo de coisas acontecem, mas estou contente com o resultado e com o trabalho feito pela minha equipa."

A dupla vai voltar a tentar estar no melhor nível em Mugello, onde Smith ganhou a corrida desde a pole na época passada e Terol terminou logo atrás em segundo.

Tags:
125cc, 2010, MONSTER ENERGY GRAND PRIX DE FRANCE, Bradley Smith, Nicolas Terol, Bancaja Aspar Team

Outras actualizações que o podem interessar ›