Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Pneus mais duros disponíveis para exigente circuito de Mugello

Pneus mais duros disponíveis para exigente circuito de Mugello

A Bridgestone vai fornecer aos pilotos compostos médio e duro para o Grande Prémio de Itália TIM para responderem às exigentes características do traçado de Mugello.

Sendo um dos mais rápidos circuitos do calendário de MotoGP, Mugello representa não apenas um desafio para pilotos e equipas enquanto preparam as suas afinações, mas também para o fornecedor oficial de pneus, a Bridgestone.

Com os pneus a serem muito desgastados devido ao piso abrasivo, curvas longas e rápidas e áreas de forte travagem devido ao desenho ondulado da pista, a Bridgestone tem mais uma tarefa exigente pela frente no Grande Prémio de Itália TIM e a marca nipónica está preparada para o desafio. Por todos estes motivos, o fabricante vai facultar aos pilotos compostos médio e duro para os pneus frontais e traseiros.

“Mugello é um dos circuitos mais rápidos do calendário e é exigente nos pneus por causa da combinação da sua velocidade, temperatura da pista, que normalmente é alta, e natureza exigente em termos técnicos,” disse o responsável pelo desenvolvimento de pneus de competição da Bridgestone, Tohru Ubukata. “Há significativas mudanças de elevação que provocam grandes cargas nos pneus, especialmente em travagem. As curvas Arrabbiata, Scarperia e Bucine são cruciais para bons tempos por volta, pelo que a metade final da volta é muito importante.”

“A aderência na lateral também é muito importante em Mugello já que o circuito é muito fluído, o que obriga as motos a passarem muito tempo nos ombros dos pneus. Além da aderência, os ombros são cruciais para uma boa estabilidade e para darem confiança aos pilotos e boas sensações ao longo da volta,” concluiu Ubukata.

Hiroshi Yamada, do departamento de competição da Bridgestone, explicou como é que a empresa se está também a preparar para o que será um período muito ocupado no calendário de MotoGP.

“A época está mesmo a ganhar ritmo agora e com seis corridas em oito fins-de-semana será muito importante os pilotos terem bom material,” disse. “Para nós isto significa que vamos transportar, montar e cortar mais de 4.000 pneus até ao final do próximo mês, pelo que além de serem testados em pista, vão também ser testados pelo nosso departamento de logística entre as corridas.”

Tags:
MotoGP, 2010, GRAN PREMIO D'ITALIA TIM

Outras actualizações que o podem interessar ›