Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Dez anos de corridas de Grande Prémio em Silverstone

Dez anos de corridas de Grande Prémio em Silverstone

O Campeonato do Mundo de MotoGP regressa este fim-de-semana ao circuito de Silverstone pela primeira vez desde 1986 para o AirAsia British Grand Prix. Aqui, o motogp.com recorda os últimos 10 anos de Grandes Prémios em Northamptonshire.

O primeiro Grande Prémio realizado em Silverstone aconteceu em 1977, quando a jornada britânica do Campeonato do Mundo de Motociclismo se mudou do tradicional circuito de Isle of Man TT para a pista de Northamptonshire.

O Grande Prémio realizou-se em Silverstone durante 10 anos, com o último a acontecer em 1986, altura em que se mudou para Donington. Este fim-de-semana o AirAsia British Grand Prix irá decorrer na renovada pista de Silverstone, marcando o regresso do MotoGP ao circuito. Aqui, o motogp.com lembra o período de 1977-1986.

1977 – Esta foi a última corrida da temporada e os britânicos ansiavam por uma vitória caseira na categoria de 500cc, com o Campeão Barry Sheene a qualificar-se para a pole com a sua Suzuki. Contudo, Sheene acabou por abandonar a corrida na nona volta, devido a problemas mecânicos. Isso abriu a porta ao seu companheiro de equipa Steve Parrish, que liderou a corrida quase até ao final, altura em caiu. Nesse momento, o seu compatriota John Williams foi, então, para a frente, mas acabou também por cair. Assim, acabou por ser o terceiro piloto da Suzuki, o americano Pat Hennen, a arrecadar a vitória. Kork Ballington teve uma vitória dupla nas categorias de 350cc e 250cc aos comandos de uma Yamaha, enquanto na corrida de 125cc Pierluigi Conforti celebrou a sua primeira e única vitória em Grandes Prémios.

1978 – O Grande Prémio de 500cc acaba em caos, depois da chuva que começou a cair a meio da corrida. Sem regras especificas para tal situação, os pilotos tiveram de entrar nas boxes para mudar de pneus. Barry Sheene (Suzuki) foi de longe o piloto mais rápido depois da mudança de pneus, mas a sua paragem nas boxes durou mais de sete minutos. Pelo contrário, aquele que acabou por ser o vencedor da corrida, Kenny Roberts (Yamaha), demorou menos de três minutos nas boxes. Atrás destes dois pilotos no pódio ficou o britânico Steve Manship, que tinha decidido começar a corrida com pneus intermédios. Kork Ballington (Kawasaki) venceu a corrida de 350cc aos pilotos britânicos Tom Herron e Mick Grant. Toni Mang alcançou a sua primeira vitória de um total de 33 na categoria de 250cc, com Herron a terminar uma vez mais em segundo. Angel Nieto venceu a corrida de 125cc aos comandos de uma Minarelli, contra o piloto britânico Clive Horton.

1979 – Ao longo da corrida de 500cc, os dois melhores pilotos do dia, Barry Sheene e Kenny Roberts, foram alternando a liderança. Acabou por ser Roberts a triunfar, com uma margem de 0.03 segundos, uma das menores de todos os tempos. Na corrida de 250cc, o piloto da fábrica Morbidelli, Graziano Rossi (pai de Valentino), caiu na última volta. Kork Ballington (Kawasaki) aproveitou a pouca sorte de Rossi e acabou por vencer a corrida, repetindo o feito na categoria de 350cc. Angel Nieto repetiu a vitória do ano anterior nas 125cc.

1980 – Depois de uma grande luta na corrida de 500cc, Randy Mamola (Suzuki) levou a melhor sobre o compatriota Kenny Roberts e venceu a disputa, com Marco Lucchinelli a terminar em terceiro e Graziano Rossi em quarto. Toni Mang (Kawasaki) venceu em 350cc e Kork Ballington (Kawasaki) foi uma vez mais o melhor na categoria de 250cc. Nas 125cc Loris Reggiani (Minarelli) conseguiu o seu primeiro triunfo em Grandes Prémios.

1981 – O desfecho da corrida começou a desenhar-se logo na terceira volta, quando o homem da pole, que também liderava a corrida, caiu e arrastou consigo para fora das pista Barry Sheene e o líder do Campeonato Marco Lucchinelli. Acabou por ser o alemão Jack Middelburg (Suzuki) a levar o mais alto do pódio para casa, à frente de Randy Mamola e Kenny Roberts. Toni Mang (Kawasaki) venceu as corridas de 350cc e 250cc. O público caseiro teve ainda oportunidade de ver Keith Huewen a terminar em segundo na corrida de 350cc. Angel Nieto (Minarelli) venceu pela terceira vez em Silverstone na categoria de 125cc.

1982 – Barry Sheene deu uma queda muito feia na sessão de treinos, acabando por ficar de fora da corrida de 500cc. Kenny Roberts também não foi longe, terminando a jornada logo na primeira curva, depois de uma queda. Assim, acabou por ser Franco Uncini (Suzuki) a garantir a vitória e assegurar o título mundial. Jean-Francois Balde (Kawasaki) triunfou numa fantástica corrida de 350cc, enquanto Martin Wimmer (Yamaha) venceu nas 250cc a partir da pole, depois de ter caído na corrida de 350cc. Mais uma vez, Angel Nieto venceu a corrida de 125cc – deste vez ao comando de uma Garelli.

1983 – A corrida de 500cc fez-se em duas parte, depois de ter sido interrompida após o grande acidente onde Norman Brown e Peter Huber perderam a vida. Kenny Roberts acabou por ganhar ao seu grande rival Freddie Spencer, com Randy Mamola a completar o pódio de americanos. Houve também uma vitória histórica na categoria de 250cc com Jacque Bolle a entregar a Pernod a seu único triunfo em Grandes Prémios. Angel Nieto venceu a corrida de 125cc em Silverstone pela quinta vez.

1984 – Entrando como substituto do lesionado Freddie Spencer, Randy Mamola venceu pela primeira vez, levando a melhor sobre o seu compatriota Eddie Lawson e sobre o piloto britânico Ron Haslam. Na caminhada para a conquista do título mundial Christian Sarron (Yamaha) venceu a corrida de 250cc, enquanto Angel Nieto triunfou nas 125cc, arrecadando o seu 13º e último título mundial.

1985 – Debaixo de uma condições atmosféricas terríveis, Freddie Spencer (Honda) venceu em 500cc, depois de ter terminado a corrida de 250cc em quarto. O piloto britânico Alan Carter liderou a corrida de 250cc até meio, altura em que caiu, acabando por terminar em sétimo. Assim, foi Toni Mang (Honda) a conseguir a vitória nas 250cc, à frente de Reinhold Roth e Manfred Herweh, num pódio de alemães. O piloto austríaco August Auinger (Monnet) venceu nas 125cc.

1986 – Tal como no ano anterior, foi debaixo de forte chuva que Wayne Gardner (Honda) assegurou a vitória, depois de partir da pole. O vencedor nas 250cc foi Dominique Sarron (Honda) – irmão do vemcedor da corrida em 1984. Alan Carter caiu mais uma vez durante a corrida de 250cc, desta feita na última volta, quando lutava pela liderança. August Auinger (Bartol) repetiu o triunfo do ano anterior na categoria de 125cc. Na corrida de 80cc fez-se história, quando Ian McConnachie (Krauser) tornou-se no único piloto a vencer um Grande Prémio de motos no circuito de Silverstone (sidecars excluídos).

Tags:
MotoGP, 2010

Outras actualizações que o podem interessar ›