Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Cluzel assina primeira vitória da carreira em Silverstone

Cluzel assina primeira vitória da carreira em Silverstone

O francês da equipa Forward Racing saiu vitorioso de mais uma magnífica corrida de Moto2, arrecadando 25 pontos no AirAsia British Grand Prix. Tom Lüthi e Julián Simón completaram o pódio, com o piloto caseiro Scott Redding a terminar em quatro.

Jules Cluzel celebrou a sua primeira vitória da carreira no Campeonato do Mundo no AirAsia British Grand Prix, ao comando da Suter da equipa Forward Racing, ficando à frente de Thomas Lüthi (Interwetten Moriwaki Racing) e de Julián Simón (Mapfre Aspar).

Logo no início da corrida Fonsi Nieto (G22 Holiday Gym) destacou-se, chegando a terceiro depois de partir da 10ª posição da grelha, não perdendo tempo na caminhada para a frente da corrida. Enquanto isso, o facto de muitos pilotos estarem a curta distância uns dos outros levou a um toque entre Stefan Bradl (Viessmann Kiefer Racing) e Simone Corsi (JiR Moto2), que acabaram por cair.

O par da Forward Racing, Claudio Corti e Cluzel, que partiu dos primeiros lugares da grelha, viu-se, então, envolvido em interessante luta com Nieto na frente da corrida, um embate que pouco depois contava também com a presença de Simón. Pouco tempo depois da chegada de Simón, Nieto acabou por perder ritmo, deixando partir os seus opositores.

Cluzel, Corti e Simón pareciam querer fugir dos seus opositores, ao mesmo tempo que, mais atrás, se assistia a uma interessante batalha pelo quarto lugar. Contudo, Lüthi e Scott Redding (Marc VDS Racing) – que tinha caído para a 17ª posição depois da partida – começaram a ganhar terreno partido na perseguição do trio da frente.

O ritmo impresisonante de Lüthi fez com que na volta 12, de um total de 18, a diferença para os três homens da frente, que chegou a ser de quase dois segundo, começasse a diminuir. Lüthi e Redding acabaram mesmo por apanhar o trio dianteiro, fazendo com que uma fantástica luta entre três pilotos, acabasse por se transformar numa batalha entre cinco homens.

Numa corrida impressionante, o antigo Campeão do Mundo de 125cc Lüthi entrou, então, na luta pela frente da corrida, enquanto via Corti cair à entrada da Curva 8, no início da chicana. O italiano acabou, contudo, por regressar à corrida, terminando na 30ª posição.

A última volta acabou, assim, ser de cortar a respiração, com Lüthi a entrar primeiro na curva onde Corti caiu à frente de Cluzel. Este acabou, contudo, por conseguir ultrapassá-lo e chegar à liderança da corrida. Lüthi e Simón chegaram pela segunda vez na temporada ao pódio, com o segundo e terceiro lugares, respectivamente, Redding assinou o melhor resultado da época, com o quarto posto na sua corrida caseira..

Debón, Shoya Tomizawa (Technomag-CIP), Mike di Meglio (Mapfre Aspar), Xavier Simeon (Holiday Gym G22), Dominique Aegerter (Technomag-CIP) e o líder do Campeonato Toni Elías (Gresini Racing Moto2) completaram o Top 10, com Yonny Hernández (Blusens-STX) e Alex Baldolini (Caretta Technology Race Dept) a caírem da última volta.

Elías permanece na liderança do Campeonato, com 80 pontos. Tomizawa mantém igualmente o segundo posto, com 65 pontos. Lüthi sobe para a terceira posição, com 58, enquanto Simón e Corsi ficam em 51 pontos, no quarto e quinto lugar, respectivamente.

Tags:
Moto2, 2010, AIRASIA BRITISH GRAND PRIX, RAC

Outras actualizações que o podem interessar ›