Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Próxima paragem de Moto2: Sachsenring

Próxima paragem de Moto2: Sachsenring

Após o eni Motorrad Grand Prix Deutschland deste fim-de-semana tem lugar a paragem de Verão de quatro semanas e Toni Elías vai tentar reforçar o seu domínio um pouco mais antes de ir de férias. Mas o espanhol tem Tom Lüthi muito próximo.

Sachsenring recebe a oitava das 17 rondas da época de 2010, que se está a aproximar a bom ritmo de meio, e seguem-se as quatro semanas da paragem de Verão, o que faz do eni Motorrad Grand Prix Deutschland deste fim-de-semana a última corrida antes das férias. Assim, não é de estranhar que os que estão em busca do primeiro ceptro da nova categoria queiram tirar partido da vantagem psicológica de uma vitória antes de irem a banhos.

Na frente do Campeonato, com 111 pontos e 17 de margem, está Toni Elías e o piloto da Gresini Racing vai, pelo menos, tentar repetir o sexto posto que conquistou no ano passado no MotoGP para tentar manter boa margem na liderança da geral antes da férias. O seu único pódio na pista germânica surgiu em 2001, quando foi segundo nas 125cc.

Contudo, a tarefa não será fácil para o espanhol, já que Thomas Lüthi está cada vez mais forte e tem somado muitos pontos. O piloto da Interwetten Moriwaki esteve no pódio nas últimas três corridas – quatro vezes nas sete corridas já disputadas este ano, o que faz dele o piloto com mais resultados entre os três primeiros até o momento. A sua mais recente sequência de resultados surge mesmo com ele lesionado e o melhor que conseguiu em Sachsenring no passado foi o segundo posto averbado no ano em que conquistou o Campeonato do Mundo de 125cc, em 2005. Um resultado semelhante manteria a pressão na frente.

E terceiro e quarto estão Julián Simón (Mapfre Aspar) e Shoya Tomizawa (Technomag-CIP), separados por apenas um ponto, com 77 e 76, respectivamente. O espanhol ganhou desde a pole em Sachsenring no ano passado e a caminho do ceptro Mundial de 125cc, enquanto Tomizawa somou pontos nas 250cc na sua estreia na pista em 2009 ao terminar em 13º.

A actual lista dos cinco primeiros conta ainda com Andrea Iannone (Fimmco Speed Up), com 70 pontos, que deverá estar desejoso por compensar o erro que lhe custou o que parecia ser um pódio certo na Catalunha. Contudo, ele foi o mais rápido do teste privado de Aragón, na semana passada, o que demonstra que está sempre preparado para a acção e vai tentar a terceira vitória da temporada. O compatriota italiano Simone Corsi (JiR Moto2) está em sexto da geral, apenas a mais cinco pontos de distância.

Quanto a wildcards, a prova alemã contará com dois: Xavier Simeon (Holiday Gym Racing) e Sascha Hommel (MGM Racing Performance MC). Damian Cudlin vai correr no lugar do lesionado Axel Pons, da Tenerife 40 Pons.

Tags:
Moto2, 2010, eni MOTORRAD GRAND PRIX DEUTSCHLAND

Outras actualizações que o podem interessar ›