Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Chuva encurta teste de Brno

Chuva encurta teste de Brno

O teste oficial de MotoGP na República Checa terminou às 15 horas locais devido à chuva e com Jorge Lorenzo como mais rápido graças ao tempo que assinou de manhã.

A chuva que tinha sido prevista para o dia de testes oficial de MotoGP em Brno acabou por marcar presença na tarde de segunda-feira, mas apenas após as equipas terem levado a cabo sólido trabalho. Valentino Rossi foi o último a abandonar a pista pelas 15 horas.

Com poucas alterações na tabela de tempos desde a paragem das 13 horas, apenas Ben Spies (Monster Yamaha Tech 3) e Marco Simoncelli (San Carlo Honda Gresini) conseguiram melhorar os seus registos. Facto que fez com Jorge Lorenzo (Fiat Yamaha), Casey Stoner (Ducati Team) e Dani Pedrosa se tenham mantido como os três mais rápidos, com o homem da Repsol Honda a assinar o seu melhor registo na moto de teste durante a manhã.

Lorenzo concentrou-se no novo protótipo de 2011 da M1 durante a tarde, completando sete voltas com a sua futura montada, enquanto Stoner fez apenas mais quatro passagens pela linha de meta de Brno continuando a analisar as novas forquilhas da Desmosedici GP10. Pedrosa voltou a rodar com a sua actual RC212V e fez mais seis voltas.

Rossi (Fiat Yamaha) e Colin Edwards (Monster Yamaha Tech 3) continuaram a trabalhar com as suas actuais M1, enquanto Spies retirou 0,178s ao seu melhor tempo da manhã, progredindo com o protótipo 2011 da Yamaha.

Simoncelli fez ligeiras melhorias de menos de sete centésimos de segundo com a RC212V. Tanto ele, como o companheiro de equipa Marco Melandri trabalharam na electrónica e travões. Héctor Barberá (Páginas Amarillas Aspar) testou novo braço oscilante de carbono na sua Ducati, enquanto Mika Kallio (Pramac Racing) analisou os acertos de geometria da sua moto, com o companheiro de equipa Aleix Espargaró a usar o ensaio para ganhar mais conforto aos comandos da GP10.

A Bridgestone também apresentou novidades para a próxima época, com nova especificação de borrachas a ser testada pela maioria dos pilotos presentes. O único ausente da sessão de trabalho foi Randy de Puniet (LCR Honda), que optou por descansar depois de ter regressado às corridas ainda em fase de recuperação da perna partida. Álvaro Bautista (Rizla Suzuki) fez 24 voltas com a GSV-R, o menor número de passagens pela meta, não estivesse o espanhol a recuperar de queda sofrida nos treinos de sábado.

Carregue aqui para ver os tempos finais do teste.

Carregue aqui para ler o resumo do teste até às 13 horas.

Tags:
MotoGP, 2010, CARDION AB GRAND PRIX ČESKÉ REPUBLIKY

Outras actualizações que o podem interessar ›