Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Indianapolis o próximo objectivo de Lorenzo “Homem de Ferro”

Indianapolis o próximo objectivo de Lorenzo “Homem de Ferro”

Colin Edwards, Nicky Hayden, o líder do Campeonato Jorge Lorenzo, Ben Spies e Hiroshi Aoyama foram os pilotos que fizeram a antevisão do Red Bull Indianapolis Grand Prix na conferência de imprensa oficial.

Ele pode ter sido o vencedor das duas últimas corridas de MotoGP em solo americano, mas Jorge Lorenzo insistiu durante a conferência de imprensa que não está necessariamente à procura do oitavo triunfo da temporada neste fim-de-semana em Indianápolis, mas apenas quer terminar e acrescentar pontos à sua já impressionante classificação no Campeonato.

Lorenzo venceu em Indianápolis no ano passado, com o capacete do Capitão América, e apesar das suas afirmações, poucos serão aqueles que apostam contra a repetição da prestação do piloto da Fiat Yamaha neste fim-de-semana. O Capitão América não voltou a aparecer, mas foi substituído por um novo capacete do Homem de Ferro. Mas, o objectivo de Lorenzo é o mesmo neste fim-de-semana, ou seja, dilatar a vantagem de 77 pontos que já tem para Dani Pedrosa na classificação do Campeonato.

"Chego aqui em muito boa forma, a uma pista que adoro e as coisas têm corrido bem para nós este ano”, disse Lorenzo. “Obviamente, quero ganhar, ninguém no mundo quer perder, mas também tenho de ser cauteloso. Ninguém sabe o que pode acontecer numa queda, pode-se ficar bem ou podemos lesionar-nos, por isso tenho que ter algum cuidado".

Sexto no Campeonato, Nicky Hayden é o piloto americano melhor classificado que vai estar em Indianápolis neste fim-de-semana. A pista, que fica situada apenas a algumas horas da casa de Hayden, no Kentucky, tem trazido sucesso ao piloto da Ducati. Hayden terminou em segundo em Indianápolis em 2008 e em terceiro no ano passado, mas chega à corrida deste ano com uma lesão no pulso, contraída numa queda na qualificação de Brno, há duas semanas.

Hayden, cujo irmão mais novo irá fazer a sua estreia em Moto2 neste fim-de-semana, está ainda à procura do primeiro pódio da temporada, mas ainda não se sabe em que medida a lesão no pulso irá afectar a sua prestação nos próximos dias.

"Passaram apenas dez dias desde que me lesionei no pulso, mas já parece melhor do que em Brno”, explicou Hayden. "Fiz algum motocrosse com o meu pai a semana passada, sem problemas. Mas, travar com uma máquina de MotoGP é um bocadinho diferente, por isso vamos ver como é que o pulso está. Na verdade, não temos tempo para estar a pensar num pulso dorido neste fim-de-semana".

Apenas nove pontos atrás no Campeonato do seu compatriota, Ben Spies poderá afastar Hayden do sexto lugar se conseguir um bom resultado em Indianápolis, uma pista onte terminou na sexta posição como wild card no regresso da Suzuki em 2008.

Spies conseguiu pela primeira vez chegar ao pódio em MotoGP em Silverstone, em Maio, mas não esconde que repetir o feito em frente ao seu público neste fim-de-semana seria o ponto mais alto da primeira temporada completa na Classe Rainha.

"Queremos sempre ter o melhor resultado em frente ao nosso público”, afirmou Spies. "Esperamos que tudo corra bem nos treinos, na qualificação e na corrida, mas penso que na verdade não nos esforçamos mais. Não interessa em que país estamos, damos o máximo nos 45 minutos e aqui em Indianápolis acontecerá o mesmo este fim-de-semana".

Enquanto o seu companheiro de equipa na Monster Yamaha Tech 3 tem estado sempre a correr na frente, a primeira metade da época não foi fácil para Colin Edwards. O texano tem lutado com a sua Yamaha M1 de 2010, deixando-o num desapontante décimo lugar na classificação do Campeonato. Neste fim-de-semana, no Red Bull Indianapolis Grand Prix, Edwards irá pela 130ª vez partir para uma corrida da Classe Rainha.

"Estas 130 corrida foram especiais, alguns dos melhores momentos da minha vida”, declarou Edwards. "Esta temporada tem sido difícil, depois de ter terminado em quinto no Campeonato na época passada pensámos que as coisas seriam melhores este ano. Em Laguna conseguimos que a moto estivesse um pouco mais rápida e o nosso melhor resultado do ano apareceu em Brno. Por isso, estamos a chegar lá".

Hiroshi Aoyama regressa às corridas este fim-de-semana em Indianápolis, depois de uma ausência de nove semanas. O piloto esteve a recuperar da fractura da vértebra, resultado de uma queda no warm-up em Silverstone. O Campeão do Mundo de 250cc testou a Interwetten Honda RC212V pela primeira vez depois da queda durante o teste de Brno, há duas semanas. Agora, prepara-se para correr em Indianápolis este fim-de-semana.

"Foram uns meses difíceis”, disse Aoyama. "Depois da queda, algumas vezes as minhas pernas ficavam dormentes, o que era um pouco assustador. É difícil estar fora da moto durante tanto tempo, mas senti-me bastante bem em Brno. As minhas costas ainda não estão a 100%, por isso vou correr com uma protecção este fim-de-semana. Em Brno tive de me deitar no chão ao fim de 10 voltas, agora, duas semanas depois, estou muito melhor. Estou contente por ir correr outra vez este fim-de-semana".

Tags:
MotoGP, 2010, RED BULL INDIANAPOLIS GRAND PRIX

Outras actualizações que o podem interessar ›