Compra de bilhetes
Compra de VideoPass

Redding prepara-se para voltar a correr

Após os trágicos eventos de Misano, no domingo, o jovem britânico vai levar a cabo mais um dia de testes na pista de Valência na próxima segunda-feira em preparação para a próxima jornada do Campeonato de Moto2 em Aragón.

Scott Redding está a preparar-se para voltar aos comandos da sua Suter de Motoe na segunda-feira num teste de um dia em Valência onde esperar preparar-se para a 12ª Jornada do Campeonato do Mundo de Moto2 de 2010, em Aragón, de 17 a 19 de Setembro.

O britânico de 17 anos já está a recuperar da laceração na parte inferior das costas e que requereu uma sutura de 12 pontos na sequência do acidente de Misano no domingo, mas ainda não se conformou com a morte do também piloto de Moto2 Shoya Tomizawa.

"Fiquei destroçado quando soube as notícias do Tomi e ainda não me conformei,” disse Redding. “Ele era uma pessoa muito boa e vou sentir muito a falta dele no paddock e na pista. Os meus pensamentos estão com a família, amigos e equipa dele, que sofreram uma perda tremenda no fim-de-semana."

Depois do encorajamento que foram os desejos de melhoras endereçados por várias pessoas após o acidente de domingo, Redding está agora concentrado no teste de Valência e na avaliação do seu estado físico antes da próxima corrida.

"Não me lembro de nada do acidente; num minuto estava a acelerar como sempre e depois é um branco completo. Não vi o acidente na televisão, nem quero ver, mas sem que tive muita sorte em escapar sem lesões graves,” disse.

“A ferida nas minhas costas já está a melhorar e estou determinado a voltar à moto o mais depressa possível. Temos um dia de testes em Valência na próxima semana, o que me vai dar a possibilidade de avaliar tudo e ver se as minhas costas estão bem antes de ir para Aragón para a próxima corrida.”

O companheiro de equipa de Redding, Héctor Faubel, acrescentou os seus próprios sentimentos sobre o muito admirado Shoya e expressou também apoio ao seu companheiro de equipa.

"Rodei alguns dias em conjunto com o Shoya quando ele chegou ao Campeonato do Mundo com a Honda,” disse Faubel. “Era sempre o tipo mais divertido no paddock, não se preocupava com o facto de poderes ter sido tu a bater-lhe na última corrida, ele continuava a ter tempo para ti. Dava os parabéns a quem ganhava a corrida, ou apenas por se ter feito uma boa sessão de treinos. Vi o Shoya pela última vez na Clínica Móvel na noite de sábado, em Misano, quando ele me cumprimentou com: ‘Faubel, bom trabalho em Indy. Estiveste muito forte e estou contente por ti.’ Era assim que ele era.”

Faubel continuou: “Os meus pensamentos estão também com o Scott, estou certo que vai recuperar deste trágico fim-de-semana. Vai ser difícil, é certo, mas sei que vai conseguir. Estou desejoso por vê-lo de novo na moto em Valência durante o teste e depois no pelotão em Aragón."

Tags:
Moto2, 2010, Scott Redding, Hector Faubel, Marc VDS Racing Team

Outras actualizações que o podem interessar ›