Compra de bilhetes
VideoPass purchase

A posição da Federação de Motociclismo de Itália sobre a morte de Shoya Tomizawa

A posição da Federação de Motociclismo de Itália sobre a morte de Shoya Tomizawa

Uma declaração da FMI sobre o acidente do piloto nipónico de Moto2 no domingo, 5 de Setembro, no Misano World Circuit.

A controvérsia sobre a morte do piloto japonês Shoya Tomizawa durante o Grande Prémio de São Marino, levado a cabo na pista de Misano no domingo 5 de Setembro, continua.

A Federação de Motociclismo de Itália considera apropriado expressar a sua opinião, se bem que o Campeonato do Mundo de MotoGP é organizado sob a égide da Federação Internacional de Motociclismo, como é o caso de todas os Campeonatos do Mundo.

Muitos comentadores falaram da segurança da pista e se não teria sido mais apropriado ter interrompido a prova imediatamente após o acidente.

A Federação italiana acredita que os elevados padrões de segurança aplicados em Misano fazem a pista “segura”. O traçado está homologado de acordo com os regulamentos e recebeu ainda em 2010 duas provas do Campeonato de Itália de Velocidade, a mais elevada competição de motociclismo de pista do país.

Imediatamente após o acidente, o piloto lesionado foi rapidamente retirado para uma zona segura da pista e os paramédicos entraram em acção em muito curto período de tempo, prestando a assistência apropriada. Estava disponível uma ambulância para levar o piloto até ao Centro Médico da pista, um dos mais modernos e tecnicamente avançados de Itália. Parar a corrida – com a pista a ter sido limpa de imediato, incluindo os destroços espalhados pelo asfalto após o acidente – não teria feito qualquer diferença em relação à segurança dos pilotos em pista. De facto, teria apenas atrasado a ajuda enquanto se esperava pela chegada de uma ambulância equipada.

“O Motociclismo é um desporto perigoso,” observou o Presidente da Federação Italiana, Paolo Sesti. “E temos de estar conscientes disso, incluindo os que não estão directamente envolvidos no motociclismo. São constantes os esforços levados a cabo para melhorar a segurança durante as provas e têm sido atingidos resultados muito positivos.”

“Têm sido levadas a cabo grandes acções nos últimos anos, incluindo alterações ao desenho das pistas, como o aumento das escapatórias, alterações ao perfil dos correctores, colocação de relva artificial ao longo dos correctores. Assim, gostaria de expressar a minha total apreciação e simpatia para com a Direcção do Circuito e de todo o pessoal médico e oficiais de prova. O acidente foi tratado de forma exemplar e como mandam as regras.”

“Não vale de nada continuar zangado com o azar, seria mais apropriado um silêncio respeitoso pelo piloto que faleceu.”

Tags:
MotoGP, 2010, GP APEROL DI SAN MARINO E DELLA RIVIERA DI RIMINI, Shoya Tomizawa

Outras actualizações que o podem interessar ›