Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Pedrosa à procura da terceira vitória consecutiva em Aragón

Pedrosa à procura da terceira vitória consecutiva em Aragón

Álvaro Bautista, Dani Pedrosa, Jorge Lorenzo, Valentino Rossi e Toni Elías fizeram a antevisão do Gran Premio A-Style de Aragón, na conferência de imprensa oficial, na quinta-feira.

O sempre entusiástico público espanhol estará à espera que Jorge Lorenzo ou Dani Pedrosa lhe ofereça uma vitória caseira este fim-de-semana, quando o novo circuito Motorland Aragón receber pela primeira vez a visita de uma jornada do MotoGP.

Lorenzo, que lidera a classificação do Campeonato do Mundo com mais 63 pontos do que o seu compatriota Pedrosa, testou no circuito de Aragão no mês passado. O maiorquino disse durante a conferência de imprensa do pré-evento que estava ansioso pelo próximo fim-de-semana, numa pista que o entusiasma.

"Fiz algumas voltas aqui numa Yamaha R1 e foi muito excitante experimentar uma nova pista”, declarou Lorenzo. “Parece ser muito divertida, com muitas curvas interessantes e rectas longas. Será interessante ver como todos se vão adaptar, será muito diferente correr com uma moto a sério como a M1”.

Lorenzo é o único piloto que pontuou em todas as rondas desta temporada, tendo também terminado sempre no pódio. Esta consistência tem sido o segredo da sua campanha no Campeonato e o piloto da Fiat Yamaha está apostado em somar mais um pódio em Aragão, este fim-de-semana.

Quando faltam seis jornadas para o final da temporada, o que parecia ser um caminho fácil para o título da Classe Rainha, agora parece estar mais dificultado graças ao esforço de Pedrosa, que reduziu 14 pontos à diferença para o seu adversário em apenas duas corridas, com dois triunfos consecutivos em Indianápolis e Misano.

"Ninguém disse que ia ser fácil. Temos de lutar para um Campeonato, contra verdadeiros lutadores, se queremos vencer. O meu objectivo é chegar outra vez ao pódio e dar o máximo que puder”, acrescentou Lorenzo.

Pedrosa terminou atrás de Lorenzo em Jerez e Catalunha, mas chega a Aragão com confiança renovada depois dos recentes triunfos e quer arrecadar a quinta vitória da temporada em solo caseiro..

"Nas últimas corridas estivemos bem e estou feliz com os resultados”, disse o piloto da Repsol Honda Pedrosa. "Esta pista é impressionante, tem um traçado diferente e podemo-nos divertir aqui. Há curvas que vai ser difícil descobrir o ponto de travagem, especialmente nas curvas cegas e, além disso, podemos ter chuva para amanhã".

O Campeão do Mundo Valentino Rossi ainda está a sofrer as consequências de uma lesão no ombro, provocada por um acidente de motocross no inicio da época. O piloto da Fiat Yamaha terminou por duas vezes no pódio desde o seu regresso depois de ter partido a perna, a última das quais em Misano, há duas semanas, mas admitiu durante a conferência de imprensa do pré-evento que ainda sente algumas dores no ombro.

"Depois da corrida em Misano, tive dores no ombro durante dois ou três dias e parece que vou precisar de ser operado no final da temporada”, explicou Rossi. “O meu objectivo este fim-de-semana é ficar perto do Jorge e do Dani, que, em todas as pistas estão a fazer um trabalho fantástico".

"Espanha é um sítio fantástico para correr. Experimentei esta pista com uma Yamaha R1 na semana passado e foi muito, muito divertido. Na altura disse que talvez desse 15 ou 20 voltas para experimentar a pista, mas gostei tanto que acabei por fazer 50 voltas!"

Álvaro Bautista será o único piloto da Rizla Suzuk na pista de Aragão, já que Loris Capirossi foi forçado a ficar de fora desta corrida, devido a uma lesão na mão que fez numa queda em Misano. Bautista fez o melhor resultado da época na última vez em que correu em Espanha, arrecadando o quinto lugar do Grand Prix of Catalunya, uma prestação que quer agora repetir este fim-de-semana em Aargão.

"Espero que consigamos continuar a melhorar a moto e diminuir a diferença para os pilotos mais rápidos”, disse Bautista. "Gosto desta pista de Aargão, tem curvas diferentes, subidas, descidas, alguma zonas de travagem e rectas muito rápidas. Estou ansioso por correr com a Suzuki GSV-R aqui neste fim-de-semana".

Igualmente presente na conferência de imprensa do pré-evento esteve o líder do Campeonato de Moto2 Toni Elías, que parte para o fim-de-semana com uma vantagem de 83 pontos para Julián Simón na classificação. Apesar de ter vencido as quatro últimas corridas, Elías explicou que a sua condição física não tem sido a melhor.

"Em Indy estava com muita febre e em Misano ainda não estava bem. Mesmo agora, ainda não estou a 100%, mas apesar disso estou muito melhor do que em Misano. Mas, venci as duas últimas corridas, por isso não devo ter muitos problemas e estou contente. Com Moriwaki tenho uma boa moto e isso ajuda quando não estamos em boa forma”, afirmou.

Elías também fez uma sugestão para um tributo a Shoya Tomizawa: que todos os pilotos de Moto2 o elegessem como o vencedor do troféu Michel Metraux deste ano. Leia mais carregando aqui.

Antes, o piloto de MotoGP Aleix Espargaró e o seu irmão Pol, da categoria de 125cc, estiveram na Two Wheels Technical Centre, onde é feita pesquisa, desenvolvimento e testes às quatro rodas. Mais de 10 milhões de euros foram investidos no cento, que é gerido pela organização sem fins lucrativos Moto Engineering Foundation.

Tags:
MotoGP, 2010, GRAN PREMIO A-STYLE DE ARAGON

Outras actualizações que o podem interessar ›