Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lorenzo sublinha aspectos positivos do quarto lugar

Lorenzo sublinha aspectos positivos do quarto lugar

O líder do Campeonato ficou fora do pódio em Aragón pela primeira vez esta temporada e, embora desapontado, ele sublinha a importância de ter conquistado pontos valiosos para a corrida ao título.

O impressionante recorde de Jorge Lorenzo de terminar todas as corridas desta época no pódio foi quebrado em Aragón no domingo, onde o piloto da Fiat Yamaha terminou na quarta posição. A 13ª jornada do Campeonato do Mundo de 2010 provou ser uma tirada difícil para o favorito ao título, que teve problemas de aderência no final da corrida.

Lorenzo lutou contra Nicky Hayden pelo mais baixo do pódio de forma a segurar o seu impressionante recorde, mas o americano ultrapassou-o na última volta e garantiu o terceiro posto, com o espanhol a contentar-se com a quarta posição para não correr riscos desnecessários.

"A minha partida foi muito boa, mas durante a corrida lutei muito com o Nicky, que esteve sempre atrás de mim”, explicou Lorenzo. “Não podemos estar contentes com o resultado e estou desiludido por ter quebrado o meu recorde de pódios consecutivos, mas o mais importante é que terminámos a corrida e arrecadámos pontos para o Campeonato”.

Lorenzo tem agora uma vantagem de 56 pontos no topo da classificação geral e está já concentrado em mais uma dura batalha em Motegi.

“Ainda temos mais cinco corridas para fazer e, apesar deste ser um momento complicado para nós, temos algumas coisas para fazer. Estou confiante que podemos voltar a melhorar”, disse. “Agora vamos para Motegi e estou ansioso por um bom resultado na casa da Yamaha."

O Director Desportivo de Lorenzo, Wilco Zeelenberg, falou sobre os problemas com que o espanhol e a sua equipa se debateram durante a corrida e também salientou a importância de ter somando pontos.

"Nas duas últimas corrida tivemos de lutar um pouco para estar ao nível dos nossos adversários, por isso estávamos preocupados com esta corrida e hoje não foi um grande dia para nós”, disse o holandês. “Estamos num ponto do Campeonato em que não podemos correr riscos, mas há outros pilotos que não têm nada a perder e foi isso que aconteceu hoje. O Jorge não estava com aderência suficiente e nas últimas voltas ele não tinha confiança na frente da moto para acelerar e ‘fugir’ do Nicky, que esteve claramente muito bem hoje”.

Tal como o piloto, Zeelenberg está já de olhos postos no próximo passo - o Japão - e acrescentou: “Terminámos fora do pódio pela primeira vez e claro que estamos desiludidos, especialmente porque ele teve se de esforçar muito, mesmo só para terminar em quarto! Agora é definitivamente tempo de mudar, por isso vamos pensar muito sobre Motegi, que felizmente é uma pista que o Jorge gosta muito e onde a Yamaha corre bem".

Tags:
MotoGP, 2010, GRAN PREMIO A-STYLE DE ARAGON, Jorge Lorenzo, Fiat Yamaha Team

Outras actualizações que o podem interessar ›