Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Bautista saboreia luta pelo oitavo lugar

Bautista saboreia luta pelo oitavo lugar

O estreante da Rizla Suzuki esteve em bom plano no Gran Premio A-Style de Aragón, lutando pelo sexto lugar e acabando por terminar em oitavo pela terceira corrida consecutiva.

Álvaro Bautista teve de fazer uso de toda a experiência que já acumulou na época de estreia até ao momento para terminar em oitavo lugar em Aragón no domingo, com o piloto da Rizla Suzuki a lutar com a sua moto e com outros pilotos para manter a posição.

Vindo de 12º da grelha, o espanhol teve de combinar agressividade com controlo para subir na classificação, vencendo intenso duelo com o também estreante Héctor Barberá e fazendo frente a intensa pressão colocada por Marco Melandri perto do final para garantir o oitavo posto.

“Tive algumas grandes lutas com o De Puniet, Barberá e outros e diverti-me muito durante a corrida,” disse Bautista. “No início tive um pequeno problema quando travava e sentia muito movimento na frente da moto, pelo não conseguia manter a velocidade à entrada em curva. Não conseguia puxar como queria, mas felizmente depois de algumas voltas a moto começou a funcionar como queria – muito mais parecida com a moto durante a qualificação, o que me permitiu encontrar bom ritmo.”

A partir daí, o piloto de 25 anos entrou na luta com Barberá.

“A meio da corrida a prestação começou a piorar e estava a ficar muito difícil seguir o Barberá na recta oposta,” ele explicou. “Isto tornou muito difícil ultrapassá-lo e se o fazia ele recuperava logo na recta, pelo que perdi muito tempo para os da frente e os pilotos que vinham atrás começaram a recuperar terreno. Tive de lutar até à última curva da última volta para manter a oitava posição. Assim que passei o Barberá tive de fechar todas as trajectórias e o Melandri tentou tudo para me passar até à última curva, mas consegui defender-me.”

Bautista concluiu: “Hoje a moto talvez não estivesse perfeita por causa dos pneus terem começado a escorregar a partir de meio da corrida. Lutei o melhor que pude e o oitavo lugar não é mau, mas penso que podia ter feito melhor.”

O espanhol está agora apostado em apresentar-se ao mesmo nível dentro de duas semanas em Motegi, altura em que espera também voltar a contar com a presença do companheiro de equipa Loris Capirossi que falhou Aragón por estar ainda a recuperar de uma operação a um dedo.

Tags:
MotoGP, 2010, GRAN PREMIO A-STYLE DE ARAGON, Alvaro Bautista, Rizla Suzuki MotoGP

Outras actualizações que o podem interessar ›