Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lorenzo e Pedrosa em busca de triunfo no circuito caseiro de Rossi

Lorenzo e Pedrosa em busca de triunfo no circuito caseiro de Rossi

Nicky Hayden, Dani Pedrosa, Jorge Lorenzo, Valentino Rossi e Loris Capirossi marcaram presença na conferência de imprensa oficial de pré-evento do Gran Premio Aperol di San Marino e della Riviera di Rimini nesta quinta-feira.

Jorge Lorenzo poder ter visto a liderança no Campeonato reduzida em nove pontos dado o triunfo de Dani Pedrosa no fim-de-semana passado em Indianápolis, mas o espanhol de 23 anos ainda não está preocupado. Lorenzo conta ainda 68 pontos de margem sobre o compatriota e está apostado em voltar a dilatar a margem neste fim-de-semana em Misano, onde se vai concentrar em continuar o seu impressionante recorde de pleno de pódios este ano.

O piloto da Fiat Yamaha sofreu com as extremas condições que se fizeram sentir em Indy, ainda assim conseguiu garantir o 11º pódio da temporada.

"Em Indianápolis tive muitos problemas com a minha condição física,” explicou Lorenzo durante a conferência de imprensa de pré-evento desta quinta-feira onde contou com a companhia de Dani Pedrosa, Valentino Rossi, Nicky Hayden e Loris Capirossi. “Mesmo na segunda-feira não me sentia totalmente apto, mas estou certo que amanhã estarei de regresso à boa forma."

O líder do Campeonato conta com bom conjunto de resultados em Misano: venceu a corrida de 250cc em 2007 e foi segundo na categoria rainha nos últimos dois anos.

"Gosto desta pista. Não há nada de particularmente especial nela, mas é tudo bom. Gosto de correr aqui."

Quando questionado sobre o seu futuro, e se a assinatura de contrato com a Yamaha para o próximo ano estava para breve, Lorenzo respondeu: “Espero ter tudo resolvido para a temporada de 2011 nas próximas semanas.”

Enquanto Lorenzo ficará contente com mais um pódio neste fim-de-semana, Dani Pedrosa tem de voltar a bater o piloto da Fiat Yamaha para reduzir um pouco mais a diferença no Campeonato. A vitória de Pedrosa em Indianápolis fez com que o espanhol tenha conseguido, pela primeira vez, mais que dois triunfos na mesma época e chega a Misano determinado a desafiar Lorenzo uma vez mais.

"Seria fantástico continuar neste fim-de-semana a partir do mesmo pontos em que deixámos Indy, mas sabemos que é pista complicada para nós, pelo que temos de trabalhar arduamente desde sexta-feira,” declarou Pedrosa. “O início da época não foi muito bom, mas melhorámos aos poucos e os resultados estão a começar a surgir. Só de temos de continuar assim o resto da temporada agora."

O Campeão do Mundo Valentino Rossi venceu as corridas dos últimos dois anos em Misano e, apesar de ter falhado quatro jornadas este ano devido a lesão, está a aproximar-se a bom ritmo da quarta posição de Casey Stoner na geral. O italiano de 31 anos está apenas a cinco pontos do australiano, situação que quer inverter neste fim-de-semana perante milhares de fãs e compatriotas que fazem a rumaria anual a Misano desde a terra natal de Rossi, Tavullia.

"Este é o meu Grande Prémio caseiro porque vivo apenas a dez quilómetros de distância e porque já passei muito tempo nesta pista, a começar pelas Sport Produção italianas,” explicou Rossi. “Fiz duas fantásticas corridas aqui nos últimos dois anos, pelo que a expectativa dos fãs é muita antes deste fim-de-semana. Esta corrida será dura em termos físicos com tantos pontos de travagem, mas temos de dar o máximo para conseguirmos um bom resultado."

Rossi anunciou em Brno que vai deixar a Yamaha no final do ano para rumar à Ducati em 2011, mas recusou-se a debater mais o assunto quando instado a revelar o que pensa da mudança na conferência de imprensa.

"Está tudo claro para o futuro, mas temos muito tempo para falar sobre ele mais para a frente,” disse o Campeão do Mundo.

Misano não tem sido dos locais de maior sorte para Nicky Hayden. Em três anos de presença do traçado no calendário de MotoGP o piloto da Ducati nunca logrou terminar uma corrida.

"Tive algum azar aqui, isso é certo,” afirmou Hayden. “No primeiro ano apanhei o De Puniet na Curva 1 e caí, no ano seguinte não rodei por causa da lesão no pé e no ano passado desisti devido a mais um acidente na Curva 1!"

Hayden qualificou-se na primeira linha da grelha pela primeira vez este ano em Indy, mas não conseguiu tirar partido disse depois de ter perdido o protector do joelho nos momentos iniciais da corrida. O americano ainda está em busca do primeiro pódio da época, mas admite que ainda precisa de algo para poder rodar com os homens da frente do Campeonato.

"Ainda me falta algo. Ter-me qualificado na primeira linha da grelha em Indy foi importante e toda a equipa está a fazer um grande trabalho, mas ainda há claramente espaço para melhorar. Do terceiro ao sétimo posto do Campeonato a distância não é grande, pelo que me é possível terminar nos cinco primeiros este ano."

Com 99 pódios em seu nome em Grandes Prémios, nada deixaria Loris Capirossi mais satisfeito que atingir a centena de resultados nos três primeiros em Misano e perante os fãs italianos. Mas apesar de resultados nos cinco primeiros por duas vezes nos últimos três anos tal meta será difícil de concretizar para o veterano que se tem debatido com problemas com a sua GSV-R de 2010.

"É fácil ver que esta temporada não tem sido a melhor para nós,” disse Capirossi, que venceu a corrida de 250cc em Misano em 1993. “Temos trabalhado arduamente toda a época, alterando a moto e tentando melhorar tudo, mas com poucas melhorias. Ainda temos algumas corridas pela frente no Campeonato, pelo que penso que ainda é possível melhorar a posição."

Quando questionado sobre os seus planos para 2011, Capirossi respondeu: “Não é segredo nenhum que quero voltar a rodar com uma 1000cc de MotoGP, mas para o fazer tenho de estar aqui nos próximos dois anos. A situação para o próximo ano não está totalmente clara, mas tenho algumas opções para continuar no MotoGP, certamente por mais uma temporada pelo menos."

Tags:
MotoGP, 2010, GP APEROL DI SAN MARINO E DELLA RIVIERA DI RIMINI

Outras actualizações que o podem interessar ›