Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Stoner de olhos em boa afinação e Hayden de olhos no pódio

Stoner de olhos em boa afinação e Hayden de olhos no pódio

A dupla da Ducati está apostada em dar continuidade às fortes prestações apresentadas na Austrália, agora no Grande Prémio de Portugal deste fim-de-semana.

Com três vitórias nas últimas quatro corridas, Casey Stoner é um piloto em boa forma e o homem da Ducati Team estará apostado em dar à fábrica de Bolonha a primeira vitória de MotoGP no Estoril neste fim-de-semana no Grande Premio de Portugal.

Stoner foi segundo no ano passado – o melhor resultado da Ducati no Circuito do Estoril até à data – e chega à 17ª jornada após vitória dominadora no GP caseiro em Phillip Island.

“Tenho um conjunto de resultados diferentes no Estoril – uns bons, como com a minha primeira vitória nas 250cc em 2005 e um pódio em 2007, alguns não tão bons, como quando tive um problema com a câmara onboard em 2008. Depois voltámos a estar no pódio em 2009,” disse o jovem de 25 anos. “No ano passado fui rápido, mas o Jorge (Lorenzo) foi um pouco mais. Ele é muito forte neste circuito e penso que podemos esperar que o volte a ser no próximo domingo.”

Stoner continuou: “Temos de nos concentrar no trabalho de afinação da moto. Sabemos há muitos ressaltos aqui e a nossa moto normalmente reage de forma agressiva aos ressaltos, pelo que temos de ver se conseguimos adaptar a afinação. A GP10 tem funcionado bem em todos os tipos de condições nas últimas corridas, pelo que estamos muito confiantes.”

Do outro lado da box, o companheiro de equipa Nicky Hayden esteve no ritmo durante todo o fim-de-semana em Phillip Island e falhou o pódio por menos de quatro décimos de segundo. O americano espera terminar a campanha de 2010 com fortes resultados e melhorar o sétimo posto no Campeonato nas últimas duas corridas do ano.

“O final da época está à vista, mas temos duas corridas pela frente onde nos podemos dar bem, pelo que é agora ou nunca no que toca a esta a época,” disse. “O Estoril é normal, não tem nada de especial, tirando uma secção muito rápida na recta interior e depois perto do final da volta uma das mais lentas chicanes do MotoGP, creio. A pista é muito estreita, o que a torna exigente e, tendo em conta que está perto do mar, como Phillip Island, é ventosa e com tempo variável. De todas as formas, estamos preparados para qualquer situação e de olhos num final de época positivo."

Tags:
MotoGP, 2010, bwin GRANDE PREMIO DE PORTUGAL, Casey Stoner, Nicky Hayden, Ducati Team

Outras actualizações que o podem interessar ›