Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Pedrosa: “Sensações mistas” após o regresso

Pedrosa: “Sensações mistas” após o regresso

O piloto da Repsol Honda ficou contente por ter completado as 28 voltas de corrida no Estoril, a primeira prova após ter falhado as últimas três, mas sentiu que podia ter terminado melhor que em oitavo.

Dani Pedrosa regressou à acção após ter falhado as corridas do Japão, Malásia e Austrália devido a fractura na clavícula, terminando o bwin Grande Prémio de Portugal em oitavo no domingo.

O piloto da Repsol Honda, que sofreu a lesão há quatro semanas e ainda está a recuperar, escalou de 12º da grelha para chegar a rodar em quinto e apresentando mesmo, a dada altura, um ritmo idêntico ao do vencedor da corrida Jorge Lorenzo.

Com o progredir da corrida o piloto de 25 anos começou a sofrer os efeitos da fadiga no braço e ombro esquerdo, o que o levou a terminar em oitavo, e disse: “Tenho sensações mistas depois desta corrida. Por um lado, o facto de ter terminado as 28 voltas da corrida foi bom porque no início da corrida não sabia se o podia fazer. Por outro lado, podia ter terminado muito melhor se tivesse mantido o ritmo.”

Pedrosa continuou: “A partir da terceira volta perdi força no braço esquerdo e quase não o sentia. Honestamente, pensei que não podia manter aquele ritmo no início da corrida. A dada altura vi que seria possível terminar em terceiro com o ritmo que tinha, mas foi impossível porque pouco depois perdi força no braço. Senti-me mais cansado em todas as voltas e não consegui manter os tempos de 1m39,5s por volta. A dez voltas do final não consegui continuar a puxar forte e perdi muito.”

O resultado deu a Pedrosa valiosos oito pontos enquanto tenta selar o vice-Campeonato na última corrida do ano neste fim-de-semana em Valência. Alguns dias de descanso serão, ele espera, uma ajuda para a sua preparação.

“Vou voltar a ser visto pelos médicos porque ainda sinto o braço muito dormente, mas de todas as formas vamos ter três dias para descansar e recuperar para estarmos prontos para Valência,” disse Pedrosa, que conta com boa vantagem sobre o terceiro classificado Valentino Rossi na geral. “Em termos de posição no Campeonato tenho 19 pontos de vantagem, pelo que espero manter o segundo posto.”

Tags:
MotoGP, 2010, bwin GRANDE PREMIO DE PORTUGAL, Dani Pedrosa, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›