Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lorenzo lidera no primeiro dia de Testes de Valência

Lorenzo lidera no primeiro dia de Testes de Valência

O Campeão do Mundo de 2010 foi o mais rápido, batendo Casey Stoner (Honda) e o seu novo companheiro de equipa na Yamaha Ben Spies. Valentino Rossi fez a muito esperada estreia com a Ducati.

Menos de 48 horas após a conclusão da época de 2010 começaram os preparativos para 2011 com o primeiro dos dias de Testes Oficiais de MotoGP de Valência a ter lugar nesta terça-feira.

Assumindo a primeira posição da tabela de tempos no Circuito Ricardo Tormo, tal como fez no domingo ao reclamar o mais alto do pódio, o Campeão do Mundo de MotoGP de 2010, Jorge Lorenzo, foi o mais forte dos 17 pilotos presentes em pista ao rodar em 1m32,012s ao cabo de 48 voltas com a sua M1 de fábrica. O espanhol ficou a ficou a pouco mais de dois décimos de segundo do tempo que deu a pole a Casey Stoner para a corrida.

O australiano era um dos que despertava muito curiosidade neste Testa dado a sua estreia com a Repsol Honda. Stoner assinou a segunda marca do ensaio a 0,763s de Lorenzo e a um décimo do seu próprio tempo de FP3, do fim-de-semana.

Stoner comparou o novo chassis de 2011 com o de 2010 que foi usado pelo seu novo companheiro de equipa Dani Pedrosa e efectuou 44 passagens pela linha de meta, com o espanhol a ficar a pouco mais de um décimo de segundo de distância, em quarto. Pedrosa trabalhou os mesmos aspectos de Stoner com o objectivo da HRC a ser a escolha do rumo a tomar com o quadro de 2011. Pedrosa, que completou 35 voltas, esteve pouco tempo em pista devido a problema electrónico e ainda está a recuperar da fractura na clavícula.

Entre os pilotos da Honda, em terceiro, ficou Bem Spies, que começou a trabalhar com a Yamaha oficial. O americano assinou tempo muito idêntico ao de Stoner e completou o mesmo número de voltas aos comandos da M1.

Em quinto e sexto ficaram mais dois pilotos Honda; Marco Simoncelli, da San Carlo Honda Gresini, que ficou a 0,007s de Pedrosa, e o terceiro piloto de fábrica Andrea Dovizioso, que ajudou também no trabalho de chassis da HRC.

Colin Edwards (Monster Yamaha Tech 3) e Álvaro Bautista, da Rizla Suzuki, terminaram entre os oito primeiros e foram seguidos pela dupla da Ducati Nicky Hayden e Valentino Rossi.

A estreia do italiano aos comandos da Desmosedici GP11 causou muito excitação e ele foi um dos primeiros em pista após o meio-dia. Ao final do dia o piloto de 31 anos tinha efectuado 56 voltas enquanto tratou de ajudar o novo companheiro de equipa a optar entre o motor screamer e o big bang para 2011, insto enquanto também rodou com a nova carenagem da moto.

Outros estreantes com novas equipas foram Randy de Puniet, com a Pramac Racing, e Hiroshi Aoyama, com a San Carlo Honda Gresini, enquanto Cal Crutchlow continuou a adaptação à M1 da Monster Yamaha Tech 3 depois de ter tido o primeiro contacto com a moto num ensaio privado no Japão, em finais de Outubro. O britânico de 25 anos sofreu queda sem consequências quando rodava com pneus novos durante a tarde.

De regresso à Ducati pela primeira vez desde 2007, Loris Capirossi rodou com a montada da Prama usada por Mika Kallio em 2010, efectuando 71 voltas, enquanto Héctor Barberá tentou alguns pequenos ajustamentos à moto da Paginas Amarillas Aspar. O Campeão do Mundo de Moto2 de 2010 Toni Elías (LCR Honda) e o vencedor da corrida da categoria intermédia de Valência, Karel Abraham (Cardion ab Motoracing - Ducati), também levaram a cabo sólido número de voltas.

Para os resultados completos carregue aqui.

Tags:
MotoGP, 2010, GRAN PREMIO GENERALI DE LA COMUNITAT VALENCIANA

Outras actualizações que o podem interessar ›