Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Teste de Valência termina com Stoner a marcar tempo mais rápido do segundo dia

Teste de Valência termina com Stoner a marcar tempo mais rápido do segundo dia

A acção do MotoGP em pista em 2010 terminou na quarta-feira, com Casey Stoner como o piloto mais rápido. Os pilotos da fábrica Yamaha Jorge Lorenzo e Ben Spies completaram o Top 3, com o Campeão do Mundo a manter a melhor marca do mais rápido dos dois dias.

O segundo e último dia do Teste Oficial do MotoGP em Valência, que decorreu na quarta-feira, terminou com Casey Stoner no topo da tabela de tempos, graças à marca de 1m32,066s que conseguiu já no final da sessão. O novo homem da HRC, que se mostrou muito satisfeito com a RC212V no final do primeiro dia do Teste, ficou apenas a 0,054s do tempo conseguido por Jorge Lorenzo no primeiro dia, marca que não foi batida por nenhum outro piloto.

 

Stoner, que tinha como principal objectivo do Teste a adaptação à máquina da Honda, conseguiu fazê-lo na perfeição e completou 62 voltas ao longo do segundo dia, que a maioria dos pilotos aproveitou ao máximo, depois da manhã do primeiro dia ter sido ‘perdida’ devido à chuva.

 

“Testámos coisas diferentes hoje com a electrónica e chassis para tentarmos melhorar as sensações da moto e fomos bem sucedidos,” disse Stoner. “Também testámos algumas novas peças para 2011 e tem sido tudo muito positivo. Avaliámos alguns pneus Bridgestone e já adiantámos muito trabalho, o que me deixa contente.”

 

O piloto da fábrica Yamaha Jorge Lorenzo, que apresentou a sua M1 com o número 1 como forma de celebrar o título de 2010, assinou a volta mais rápida com um tempo de 1m32,179 e terminou o dia já depois da 13h00 locais, depois de cumpir 30 voltas no circuito Ricardo Tormo. Ele utilizou tanto a nova M1, como a nova versão da máquina de 2010, enquanto o seu novo companheiro de equipa Ben Spies concentrou-se na adaptação à sua nova máquina de 2011. O americano, que terminou o dia ao fim de rodar 49 voltas, ficou apenas 0,143s do tempo do seu companheiro de equipa, completando o Top 3 do dia.

 

Lorenzo afirmou: “Quando vemos ambas as motos da equipa oficial da Yamaha a rodar rápido é muito bom, porque confirma que a nova máquina é aquele bocadinho melhor, mas ainda temos muito trabalho para fazer antes de chegar a 2011”.

 

Os pilotos da Honda seguiram-se na tabela de tempos, com o homens da San Carlo Gresini Marco Simoncelli e da Repsol Honda Dani Pedrosa a completaram o Top 5. O italiano – que caiu no início do dia, mas sem consequências além de uma curta paragens no trabalho – deu por terminada a sessão ao fim de 63 voltas, tendo ficado a menos de quatro décimos da marca de Stoner. Pedrosa, que trabalhou nos desenvolvimentos da RC212V, também esteve aos comandos da máquina de 2010, para comparar as duas versões, e ficou a 0,431s de Stoner.

 

Nicky Hayden foi o piloto mais rápido da Ducati em pista, com uma marca de 1m32s583, com a fábrica de Bolonha a testar tanto o motor “screamer”, como o motor “big bang”, entre os quais irá escolher para desenvolver na Desmosedici GP11. O americano foi o piloto que mais voltas completou em pista, num total de 91. Entretanto, o piloto da Rizla Suzuki Álvaro Bautista foi sétimo, tendo rodado com uma GSV-R onde foram introduzidas várias alterações. Randy de Puniet (Pramac Racing) e Andrea Dovizioso (Repsol Honda) foram os últimos homens a rodar no mesmo segundo de Stoner.

 

Hiroshi Aoyama (San Carlo Honda Gresini) foi outro dos pilotos a trabalhar com uma nova equipa, marcando o décimo melhor tempo do dia. Héctor Barberá (Paginas Amarillas Aspar) também conseguiu melhor significativamente a sua marca, terminando o dia com o 11º melhor tempo, enquanto Colin Edwards manteve o foco nas alterações introduzidas no motor da M1. O seu companheiro de equipa, o estreante Cal Crutchlow, viu a sua experiência do MotoGP desenvolver-se um pouco mais com outro valioso dia em pista e mais 74 voltas.

 

Seguiu-se um trio de Ducatis na tabela de tempos, com Loris Capirossi, Valentino Rossi e Karel Abraham. O piloto de fábrica, Rossi, terminou em 15º naquele que foi o seu segundo dia aos comandos da Desmosedici e depois de fazer mais 87 voltas e de ter levado a cabo trabalho semelhante ao de Hayden no que toca ao motor e ajustes da sua montada. Ele ficou a 1,695s de Stoner no final do dia. O Campeão do Mundo de Moto2 Toni Elías completou o seu primeiro teste com a nova equipa, a LCR Honda.

 

Pode consultar a lista completa de resultados de cada dia carregando aqui.

Tags:
MotoGP, 2010

Outras actualizações que o podem interessar ›