Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Pedrosa e Dovizioso contentes com resultado do Teste

Pedrosa e Dovizioso contentes com resultado do Teste

A dupla da Repsol Honda rodou ao lado do novo companheiro de equipa de fábrica da HRC, Casey Stoner, em Valência e apesar de ambos se terem debatido com problemas físicos, a verdade é que ficaram satisfeitos com os resultados obtidos nos dois dias.

A Repsol Honda Team fechou a época de 2010 com positivo segundo dia de Testes em Valência, na quarta-feira. Casey Stoner, que se junta à formação para 2011, terminou o dia com o melhor tempo no que foi uma estreia que impressionou, isto enquanto Dani Pedrosa e Andrea Dovizioso também fizeram progressos. O espanhol ficou apenas a 0,4s de Stoner e Dovizioso, que esteve com febre, a 0,8s.





Pedrosa testou o protótipo de 2011, relatando melhoramentos na estabilidade em travagem da moto, que incorpora modificações para incrementar a sua RC212V e a de Dovizioso desta época. Pedrosa ainda se estava a ressentir de falta de força no ombro esquerdo que lesionou em Outubro e vai ser alvo de mais exames médicos na quinta-feira.

Dovizioso continuou o programa de testes de electrónica e chassis e melhorou o ritmo, se bem que o italiano se viu algo afectado pela febre. Apesar disto, completou importante número de voltas com um chassis modificado, além de ter avaliado a mais recente evolução da suspensão Ohlins.

Dani Pedrosa

"O teste foi positivo porque, apesar de não ter podido fazer longas tiradas devido à minha condição física, os meus tempos por volta foram bons e consegui ficar com uma ideia clara. Testámos o novo protótipo outra vez e tem alguns bons pontos que nos podem ajudar a seguir em frente e também alguma áreas de que não gostei muito, mas não é um moto totalmente diferente e foi isso mesmo que pedi, pelo que estou contente.”

“Este teste tinha como objectivo darmos atenção ao chassis e motor; melhorámos a travagem – a moto está mais estável – mas do meu ponto de vista o motor ainda está muito agressivo. Estamos ansiosos por Sepang, onde vamos poder juntar todas as peças e também testar a nova suspensão, o que ainda não fiz, e teremos como objectivo conseguir melhor aderência e capacidade de travagem. Também testei duas especificações diferentes de pneus Bridgestone e funcionaram bem.”

“De forma geral estou contente com o trabalho levado a cabo porque sofri muito durante todo o fim-de-semana com o meu ombro, mesmo assim consegui dar boas informações à equipa para o próximo teste em Fevereiro. Na quinta-feira vou outra vez ao médico para mais exames e testes vasculares para saber o que está mal com o meu ombro. Ainda não sei se vou precisar de mais operações, mas se for necessário vou fazê-las.”

Andrea Dovizioso

“Estou contente com o material que a Honda trouxe para aqui e hoje trabalhámos na electrónica, como no controlo de tracção e travagem de motor e fizemos bons progressos. A Honda trouxe algum material novo, pelo que partilhámos o trabalho entre os pilotos de fábrica e eu concentrei-me na electrónica, se bem que também analisei um chassis um pouco diferente. Também testámos a nova suspensão da Ohlins – a próxima evolução dos componentes que testámos em Brno, em Agosto. Funcionaram bem e senti-me bem com eles.”

“Ainda temos de melhorar a estabilidade em travagem e esta é uma área em que vamos continuar a trabalhar no próximo ano. Estive com febre e isso complicou o dia. Felizmente sentia-me bem, pelo que testei tudo o que estava programado. Mas durante a tarde tornou-se mais difícil por causa da febre. Não estou muito contente com o meu tempo final e não foi a melhor forma de terminar antes da paragem de Inverno, mas com não consegui fazer melhor por causa da febre. Mas de forma geral foi um teste positivo em termos de trabalho levado a cabo.”

Tags:
MotoGP, 2010, GRAN PREMIO GENERALI DE LA COMUNITAT VALENCIANA, Andrea Dovizioso, Dani Pedrosa, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›