Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Toni Elías recorda ano da conquista do ceptro de Moto2

Toni Elías recorda ano da conquista do ceptro de Moto2

O espanhol, vencedor do primeiro Campeonato do Mundo de Moto2 da história em 2010, recorda a temporada e antevê um pouco o regresso à classe de MotoGP no próximo ano. Tudo nesta entrevista do motogp.com.

A passagem de Toni Elías pela Moto2 pode ter sido breve, mas época do espanhol na categoria em 2010 foi repleta de sucesso, conquistando o primeiro Campeonato do Mundo da nova classe intermédia. Nesta entrevista de vídeo o jovem de 27 anos revê a conquista do seu primeiro título mundial e fala ainda do regresso à categoria rainha.

Elías não teve um dos melhores inícios de ano, com uma lesão contraída durante um teste de pré-época a fazer com que chegasse ao Qatar, para a primeira jornada, sem estar a 100%. Uma corajosa prestação levou a terminar em quarto, vindo da pole, o que foi prova da sua determinação, e seguiram-se vitórias consecutivas em Jerez e Le Mans.

“Foi muito tempo sem vencer corridas (desde Portugal no MotoGP) e foi muito bom voltar a ter essa sensação,” disse Elías sobre a primeira das sete vitórias que conquistou ao longo da temporada. “Foi ainda mais incrível porque foi perante o meu público em Jerez, onde a atmosfera é fantástica.”

Discutindo o momento em que podia conquistar o título após o triunfo de Sachsenring, na 8ª jornada, Elías disse: “A Alemanha foi perfeita porque sofremos muito e em apenas dois ou três treinos mudámos totalmente a situação e vencemos a corrida. Foi muito importante porque também foi a primeira vez em que pensei que o Campeonato podia ser nosso.”

Essa foi a primeira de quatro vitórias consecutivas e após o quarto lugar em Aragón e o sétimo triunfo do ano no Japão, Elías foi para Sepang para ganhar o ceptro. “Senti menos pressão em Sepang, mas pensei que era melhor (correr para o título) que esperar por Phillip Island porque é uma pista difícil para mim. Também disse à minha mãe para comprar bilhetes de avião para ir a Sepang porque sentia que podia ser a data!”

O quarto lugar na Malásia deu o título a Elías, que disse: “No primeiro momento as minhas emoções estavam totalmente bloqueadas. Não sentia nada, não conseguia chorar, nem rir. Depois, ao cabo de duas horas, comecei a chorar, a rir, a sentir tudo. Quando compreendi mesmo tudo o que tinha acontecido foi quando cheguei à minha terra, estavam todos presentes para um grande festa; toda a cidade, a minha família, os meus amigos.”

A recompensa de Elías é o regresso à categoria rainha com a LCR Honda em 2011, e já testou com a equipa no Teste Oficial de Valência, logo após a última corrida do ano.

“Sabia que tinha de ganhar o título para voltar ao MotoGP e agora vamos lá estar. Estou muito contente por o Lucio (Cecchinello, Director Desportivo da LCR Honda) me ter dado esta oportunidade. Pode ser muito bom para mim e estou muito confiante.”

Tags:
Moto2, 2010, Toni Elias, Gresini Racing Moto2

Outras actualizações que o podem interessar ›