Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Paul Denning: “Foi uma época de testes fantástica”

Paul Denning: “Foi uma época de testes fantástica”

O Director Desportivo da Rizla Suzuki revê a época de 2010 e explica o que espera da nova campanha, tudo nesta entrevista.

Tendo-o admitido, a época de 2010 não correu como era esperado para a Rizla Suzuki, mas o Director Desportivo Paul Denning explicou nesta entrevista de vídeo que viu muito potencial em Álvaro Bautista para esperar muito mais em 2011.

As lesões do espanhol na sua época de estreia (fracturou a clavícula em Maio) e do seu companheiro de equipa Loris Capirossi (lesão num dedo em Setembro) foram apenas alguns dos momentos mais complicado das campanha, bem como a luta para tirar o máximo partido da GSV-R, disse Denning.

“Foi uma época muito dura com muitas lesões, azares e também inconsistência na prestação da nossa máquina,” disse Denning neste vídeo. “Vimos tudo funcionar muito bem em algumas pistas e em algumas condições, e depois mal em outras. Isto fez com que fosse difícil para os pilotos encontrarem bom ritmo. Foi uma combinação de muitas coisas e foi claramente muito mais difícil que o esperado.”

Discutindo o impacto da lesão de Bautista no início da época Denning continuou: “Não podemos dizer que as coisas teriam sido 100% melhores, mas é claro que penso que podia ter encontrado o seu ritmo mais cedo sem a lesão e talvez tivesse puxado mais e atingido melhores resultados mais cedo, que no final no ano.”

A parceria entre Bautista, novo na categoria, e o experiente Capirossi foi o ponto alto com o primeiro a conseguir resultados nos cinco primeiros na Catalunha e Sepang. “Eles trabalharam muito bem em conjunto,” explicou Denning. “Foram sempre honestos um com o outro em termos do que pensam ser as soluções correctas para a moto ser mais rápida. O Loris sabia desde logo que o Álvaro seria muito rápido, mas isso não o colocou à defesa, ele foi sempre um bom companheiro de equipa.”

Antevendo 2011, Denning concluiu: “O Álvaro mostrou ser um piloto determinado e a maior esperança para o próximo ano é que a sua velocidade aumente. Se conseguirmos fazer a moto funcionar de forma mais consistente para ele e melhorar a resposta da máquina em condições de frio, e se ele se qualificar melhor, penso que tem uma boa possibilidade de correr de forma mais consistente com os mais rápidos no próximo ano. Estou certo que tem a confiança necessária para correr com esses pilotos, só temos de melhorar a plataforma todas as semanas para ele o poder fazer.”

Tags:
MotoGP, 2010, Rizla Suzuki MotoGP

Outras actualizações que o podem interessar ›