Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Márquez avança na adaptação com pouco tempo de pista

Márquez avança na adaptação com pouco tempo de pista

O piloto da Repsol fez apenas quatro voltas antes da chegada da chuva. Apesar disto, Márquez melhorou significativamente os tempos de ontem.

A adaptação de Marc Márquez à Moto2 com que vai competir na próxima época voltou a ser afectada pelo tempo, com a chuva a marcar presença numa altura em que o piloto tinha feito apenas seis voltas – quatro delas válidas para recolha de tempos. Ainda assim, a curta presença em pista foi bastante para Márquez demonstrar significativas melhorias ao rodar em 1m45,2s.

O talento do Campeão do Mundo de 125cc foi evidente na pista de Jerez num dia onde o piloto da Repsol só conseguiu fazer seis voltas. Com o céu nublado e as temperaturas na casa dos 16ºC (ar) e 14ºC (pista), Márquez esperou até pouco depois das 11h00 locais para começar a rodar. Após ter alterado alguns acertos em relação a ontem, o piloto da Repsol sentiu logo melhorias, rodando com muito mais facilidade e fluidez.

Contudo, quando se estava a preparar para voltar à pista a chuva começou a cair na pista, molhando algumas partes do traçado e impedindo qualquer actividade. Apesar de tudo e de apenas um dia produtivo em Jerez, o piloto da Repsol terminou a sua estreia na Moto2 com optimismo, mostrando que ainda tem potencial para melhorar muito.

"Hoje não conseguimos tirar o máximo partido do dia porque começou a chover quando tínhamos feito apenas seis voltas, isto é, quatro a contarem para os tempos,” explicou Márquez. “Contudo, foram muito interessantes porque ontem concentrámos o trabalho na pilotagem sem tocarmos na afinação para me adaptar à moto e compreendê-la da melhor forma possível. Mas hoje, nestas quatro voltas, começámos a trabalhar um pouco, mudando algumas afinações, e rodei muito mais rápido que ontem, mesmo com a pista molhada e fria."

"Isto é muito importante porque significa que podemos melhorar, é claro. Mais do que aproximar os meus tempos dos dos meus rivais, mantive as sensações que tive com a moto e melhorei a minha confiança."

Na próxima terça-feira, 30 de Novembro, realiza-se mais um teste, no Circuito da Catalunha, e no qual – o tempo o permita – o piloto da Repsol vai continuar a adaptação à Moto2 e à nova equipa.

Tags:
Moto2, 2010

Outras actualizações que o podem interessar ›