Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Dovizioso marca presença no Salão de Bolonha

Dovizioso marca presença no Salão de Bolonha

O piloto da HRC esteve presente no famoso salão anual durante o fim-de-semana e contou com a companhia do compatriota e também piloto de MotoGP Marco Simoncelli.

O Salão de Bolonha de 2010 abriu as portas no sábado e entre os presentes no evento esteve Andrea Dovizioso. Convidado pela publicação italiana Gazzetta dello Sport, o jovem de 24 anos reservou alguns minutos para estar com o fãs e falar de 2011, temporada em que acredita ser capaz de estar na luta pelo título.

“A época de 2011 parece ser incerta, mas fantástica,” disse Dovizioso, que vai alinhar ao lado do companheiro de equipa de 2010 Dani Pedrosa e da nova entrada na formação da HRC, Casey Stoner. “Vamos ser muitos a lutar pelo título e a nossa Honda será a moto líder. Já mostrámos os seus pontos fortes este ano e agora os técnicos estão a trabalhar arduamente para a melhorar ainda mais.”

Questionado sobre as suas necessidades para progredir, Dovizioso respondeu: “O MotoGP está cheio de talento, pelo que o que preciso é abordar bem as corridas – incluindo a concentração – porque é isso que faz a diferença.”

Discutindo os seus companheiros de equipa para a nova equipa, Dovizioso continuou: “O Dani e eu falamos com frequência na motorhome e por vezes tomamos o pequeno-almoço juntos. Ele é muito fechado, mas é um bom tipo e respeito-o. O Casey é um grande talento. É muito poderoso quando está a rodar em pista. Mas é inconsistente, ou pelo menos foi-o na Ducati, que é uma moto particular. Ele ganhava ou caía. Vamos ver como lhe correm as coisas na Honda.”

Instado a uma previsão para a campanha de 2011, Dovizioso afirmou acreditar que o Campeão do Mundo de 201 Jorge Lorenzo será o homem a bater.

"Sabe que o Jorge não tem sido um dos meus favoritos, desde que corremos nas categorias mais baixas. Mas este ano ele dominou e mereceu tudo o que ganhou. O que teria acontecido se o Rossi não se tivesse lesionado? Quem sabe? Mas algo mudou a nível psicológico, para todos. Ainda estou convencido que o Jorge teria ganho o ceptro de qualquer forma. E, é claro, vai estar na frente em 2011.”

Quem continua a ser um grande desafio para Dovizioso é o o nove vezes Campeão do Mundo Valentino Rossi. “Estamos todos condicionados, pelo passado, pelas relações humanas, pela situação, quando tentamos ultrapassar um piloto em oposição a outro. Talvez ainda seja mais assim com ele porque se o batemos é logo notícia, mesmo que seja apenas pelo quinto posto. Depois podemos ser segundo e nem falam de nós porque ele não esteve envolvido. É um pouco injusto,” concluiu.

Tags:
MotoGP, 2010, Andrea Dovizioso, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›