Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Rossi: “A Ducati é um bom protótipo”

Rossi: “A Ducati é um bom protótipo”

O italiano falou pela primeira vez como piloto oficial Ducati na terça-feira, discutindo as suas ideias sobre a Desmosedici, a recuperação do ombro e a época de MotoGP que se aproxima.

Valentino Rossi falou pela primeira vez como piloto Ducati no evento Wrooom 2011, em Madonna di Campiglio, na terça-feira, satisfazendo assim as exigências dos media e dos fãs ao discutir a Desmosedici.

 

Com o vermelho Ducati vestido, Rossi falou também ao motogp.com e começou logo cheio de sentido de humor: “Sinto-me algo estranho a falar de vermelho! Fomos sempre grandes rivais da Ducati, pelo que preciso de tempo para me sentir normal nesta camisa!”

 

Numa conferência de imprensa realizada antes, Rossi descreveu a Ducati como “um bom protótipo”, com um “conceito diferente dos das marcas nipónicas” e abordou ainda o tema da recuperação do ombro.

 

“O problema foi a cirurgia ter sido muito mais agressiva que o esperado porque os danos eram muitos. O médico disse que não teria problema em recuperar a 100%, mas que iria precisar de mais tempo. Tenho trabalhado muito desde esse momento. Espero estar apto, mas tenho de dar 100% para estar a um nível mínimo para conseguir rodar no teste de Sepang,” explicou Rossi ao motogp.com nesta entrevista de vídeo.

 

Após o primeiro ensaio com a Desmosedici em Valência, em Novembro passado, Rossi foi operado ao ombro e disse: “O grande problema em Valência fui eu. Tinha muitas dores no ombro e não tinha força suficiente. Trata-se de uma moto diferente e é preciso rodar de forma mais agressiva. Este é o meu trabalho no Ducati, melhorar a moto e torná-la mais fácil e correr menos riscos em todas as corridas. O Stoner esteve impressionante em algumas corridas do ano passado, mas também cometeu alguns erros e terminou o Campeonato em quarto. Até agora temos trabalhado em coisas mais fáceis, como a posição de pilotagem, guiadores, poisa-pés, tudo para Sepang e lá que vamos começar a trabalhar nas melhorias da moto.”

 

A parceria italiana entre o nove vezes Campeão do Mundo e a marca de Bolonha reveste-se de muitas emoções e Rossi está bem consciente das expectativas.

 

“É claro que vou ter mais pressão com a Ducati do que no passado porque há muitos fãs espalhados pelo mundo que estão desejosos para ver como me porto com a Ducati. Temos de gerir isto e vai ser um trabalho duro – talvez não estejamos preparados para ganhar nas primeiras corridas, pelo que espero que os fãs nos dêem tempo suficiente.”

 

A campanha de 2011, em que Rossi vê Jorge Lorenzo e Casey Stoner como favoritos na corrida ao título, vai também reuni-lo com o antigo companheiro de equipa Nicky Hayden, algo pelo que o piloto de 31 anos está desejoso. “Tive sempre uma boa relação com o Nicky desde 2003, quando éramos companheiros de equipa na Honda,” disse. “Estou muito contente por estar a trabalhar com ele. É um tipo fantástico e tem experiência na Desmosedici, pelo que talvez nos ajude no início. Será uma box totalmente aberta, sem muros no meio.”

 

E, finalmente, quando questionado sobre quando espera estar em pleno de forma com a GP11 Rossi disse: “Espero que seja no início do Verão.”

Tags:
MotoGP, 2011, Valentino Rossi, Ducati Team

Outras actualizações que o podem interessar ›