Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Noyes pronto para o desafio da BQR Moto2

Noyes pronto para o desafio da BQR Moto2

O americano vai fazer parte de um alinhamento de pilotos da categoria intermédia a correr com chassis FTR no Campeonato do Mundo, ao lado dos companheiros de equipa Yonny Hernández e Esteve Rabat.

Kenny Noyes vai levar a cabo uma segunda temporada no Campeonato do Mundo de Moto2 em 2011, isto depois de ter assinado contrato com a Racing Team by Queroseno. Juntando-se a Yonny Hernandéz e Esteve Rabat, o americano vai competir pela Avintia-STX Team com o apoio dos patrocinadores Fogi Racing e GPTech, com os três pilotos a competirem com chassis FTR.

 

“Estou muito contente por poder correr no Campeonato do Mundo por mais um ano,” disse Noyes sobre a confirmação da sua nova equipa. “No ano passado tivemos alguns bons resultados, mas faltou-nos alguma consistência e é isso que vamos procurar este ano. A equipa parece ser fantástica e regresso à BQR, formação com a qual competi no CEV. Também conto com apoio de patrocinadores americanos, que entraram quando foi confirmado que a minha anterior equipa não podia continuar e com o protótipo FTR a situação parece ser fantástica. Com todos os dados que fora recolhidos com o chassis FTR no ano passado, e com dois companheiros de equipa rápidos, penso que nos podemos dar bem em termos da informação que vamos ter.”

 

Antevendo a competição na próxima época, Noyes disse da campanha de 2011: “Chegaram oito, ou dez novos pilotos e são todos rápidos. Se no ano passado as corridas de Moto2 eram renhidas e complicadas, então este ano ainda serão mais. Contudo, penso que vou estar muito melhor preparado para isto e que equipa técnica da BQR e da FTR vão ser muito fortes. A categoria vai ser mais difícil, mas creio que me vou dar muito melhor.”

 

Ainda cauteloso no que toca a previsões apesar de estar mais forte à chega à pré-época, Noyes, que teve como melhor resultados em 2010 os sétimos postos de Jerez e Catalunha, disse: “No ano passado tivemos uma pré-época muito bom e as primeiras corridas também, mas tive alguns problemas com os novos circuitos porque a boa experiência que tinha era apenas dos traçados espanhóis. Este ano vamos estar um pouco mais bem preparados para isto e penso que a FTR é uma moto muito mais equilibrada, as mudanças entre os circuitos também serão muito menos sentidas que no ano passado. Dizer que se é um dos favoritos é complicado, principalmente na Moto2, mas vamos trabalhar para isso.”

 

Uma operação ao ombro durante o defeso, a uma lesão que tem afectado o americano de 32 anos desde 2006, deverá dar-lhe mais conforto quando estiver aos comandos da sua montada e vai levar a cabo o primeiro contacto com a FTR no Teste da Catalunha a 7 de Fevereiro. “Vou estar mais ou menos a 80% em termos físicos, mas estarei a 100% para o último Teste Oficial de pré-época,” concluiu.

Tags:
Moto2, 2011, Kenny Noyes

Outras actualizações que o podem interessar ›