Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Trio da Repsol Honda mostra-se sólido em Sepang

Trio da Repsol Honda mostra-se sólido em Sepang

Dani Pedrosa, Casey Stoner e Andrea Dovizioso ocuparam três das primeiras quatro posições da tabela de tempos no segundo dia do Teste de Sepang.

A equipa Repsol Honda voltou a ter dia produtivo no Teste de Sepang nesta quarta-feira, com Dani Pedrosa, Casey Stoner e Andrea Dovizioso a terminarem todos entre os quatro primeiros da tabela de tempos, levando ainda a cabo sólido trabalho de desenvolvimento das suas RC212V.

Pedrosa foi o melhor dos três e é, até ao momento, o único do Teste a rodar abaixo dos 2m01s; o espanhol fez como melhor marca o tempo de 2m00,770s na sua quarta volta da manhã. Pedrosa passou o dia a testar diferentes afinações de chassis, o novo motor da RC212V e trabalhou ainda com os técnicos de suspensão da Öhlins.

“Creio que foi a primeira vez que rodei rápido nesta pista, mas de manhã estamos frescos e as minhas primeiras quatro voltas foram muito boas,” disse Pedrosa, cujo melhor esforço o deixou apenas a 0,252s da melhor volta do traçado assinada por Valentino Rossi, em 2009. “Não estava à procura de tempos, mas vi que as condições da pista eram boas e dei o máximo. Quanto mais perto se chega do limite mais claras se tornam as mudanças que se fazem na moto, o que nos leva a caminhar na direcção certa.”

Ele continuou: “Hoje testei o novo motor, que melhorou desde Valência, algumas configurações de chassis e amortecedores traseiros. Amanhã o plano é continuar a comparar as duas motos e seria muito bom terminarmos o Teste com decisões quanto ao chassis e motor para o próximo ensaio."

Stoner foi o segundo mais rápido do dia, a 0,664s do companheiro de equipa, com Dovizioso em quarto, a menos de um décimo de segundo do australiano e com a dupla a trabalhar na melhoria da estabilidade em travagem e em comparações entre os quadros da RC212V, que apresentam características diferentes.

"Ontem não esperávamos mesmo conseguir o melhor tempo, hoje esperávamos uma diferença maior com o pneu macio – mas com o chassis que escolhemos não conseguimos tirar o melhor partido do pneu,” disse Stoner. “Amanhã talvez nos possamos concentrar um pouco mais na comparação de chassis, uma vez mais, e depois ver em que direcção seguir a partir daí. Tivemos algumas coisas pequenas aqui e ali, mas podem esperar pelo próximo teste. Estou agora a começar a compreender a moto um pouco melhor e sinto-me mais em casa quando rodo com ela."

Dovizioso, que também avaliou mapeamentos de electrónica diferentes, disse: “Estou contente com o trabalho feito hoje. Temos uma boa base e que funciona bem em pistas diferentes. Começámos a comparar as forquilhas de 2010 e 2011, uma vez mais, e decidimos continuar com a versão de 2011 porque nos permite travar com mais força, isto apesar de ainda se sentir uma pequena vibração a meio da curva. Estou muito contente com a posição em que terminei hoje, mas ainda não estou satisfeito com a minha capacidade de melhorar o meu tempo por volta quando tento puxar mais com pneu macio."

Tags:
MotoGP, 2011, Andrea Dovizioso, Dani Pedrosa, Casey Stoner, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›