Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Stoner, Pedrosa e Dovizioso deixam Sepang satisfeitos

Stoner, Pedrosa e Dovizioso deixam Sepang satisfeitos

O trio da Repsol Honda ficou muito satisfeito com os resultados do primeiro Teste Oficial de MotoGP de 2011, sessão de trabalho que terminou na quinta-feira.

A Repsol Honda deu por concluído o primeiro Teste de 2011 em Sepang, na Malásia, na quinta-feira com sensações positivas após os três dias de trabalho produtivos por parte dos pilotos Casey Stoner, Dani Pedrosa e Andrea Dovizioso.

Stoner estava muito satisfeito por ter terminado o dia em segundo com um tempo de 2m00,811s conseguido no primeiro Teste de MotoGP de 2011 – a 0,054s da melhor marca estabelecida por Marco Simoncelli – e nem mesmo uma queda durante a manhã afectou o piloto.

"Hoje foi claramente o melhor dia, mesmo com a queda. De forma geral, demos bons passos em frente, alternando entre diferentes chassis, tentando obter boas sensações eles,” disse o australiano que trabalhou com duas opções de quadro de 2011. “Conseguimos fazer a moto funcionar muito melhor com pneus usados e com um controlo de tracção diferente que agarra o pneu muito mais depressa assim que este começa a patinar – o que nos ajuda com a velocidade à saída das curvas.”

“Estou mesmo contente com o que encontrámos no teste, na verdade é um pouco melhor que o esperado,” acrescentou. “Estou satisfeito com o conjunto no seu todo, foi muito importante para nós podermos concentrar-nos com tão boa afinação de base.”

Já Dovizioso reservou o terceiro e último dia de trabalho a analisar a geometria da sua RC212V na tentativa de melhorar as sensações com a frente. A melhor volta do italiano (2m00,945s) deixou-o em quarto das tabelas de tempos após ter trabalhado em vários aspectos.

“Esta manhã testámos diferentes afinações da moto e melhorámos a meio da curva. Trabalhámos um pouco a electrónica, em particular o controlo de tracção, e encontrámos algumas boas soluções. Também experimentámos diferentes acertos da embraiagem, mas infelizmente o resultado não foi o esperado,” avaliou o transalpino. “Esta manhã as condições da pista estavam muito boas, pelo que rodámos com o pneu macio e rodei nos 2m00s. Foi a primeira vez que rodei com este tempo nesta pista, o que me deixa muito contente.”

“Estou satisfeito com o trabalho levado a cabo pela HRC, por mim e pela equipa durante estes três dias de testes. Começámos com um pacote muito bom. Todas as Honda estão muito competitivas e com pilotos fortes. Estamos conscientes que o que fizemos não é o bastante e que temos de continuar a trabalhar.”

Pedrosa também se revelou muito animado com a forma como decorreu o teste, especialmente tendo em conta a condição física da sua clavícula. O espanhol foi o sexto melhor de quinta-feira com uma volta em 2m01,241s, enquanto o seu esforço de quarta-feira o deixou com a segunda melhor marca de todo o Teste.

“A melhor notícia que podia ter é a recuperação do braço, que está a ser positiva, não ter dores e sentir mais força, tudo coisas que me preocupavam,” disse. “Esta tarde fizemos uma tirada de 12 voltas e correu bem. Quanto ao trabalho com a moto, também estou contente. Testámos muitas coisas, passo a passo, e deixamos a Malásia com ideias claras quanto a suspensões e mais algumas coisas para confirmar sobre o chassis e motor quando voltarmos aqui.”

“Concentrei-me mais na moto de 2010 e no segundo Teste vou ter mais tempo para rodar com a máquina deste ano. A Öhlins também vai trazer algumas novas peças que podem melhorar o conjunto. Para mim, o passo mais importante que demos foi em termos de estabilidade em travagem, o que era um dos objectivos.”

Tags:
MotoGP, 2011, Casey Stoner, Andrea Dovizioso, Dani Pedrosa, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›