Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Corrado Cecchinelli escolhido para Director de Tecnologia do MotoGP

Corrado Cecchinelli escolhido para Director de Tecnologia do MotoGP

O antigo Director da Ducati vai ser o responsável por todos os aspectos técnicos relacionados com o Campeonato do Mundo de MotoGP.

Corrado Cecchinelli foi nomeado Director de Tecnologia para o Campeonato do Mundo de MotoGP e vai ser o responsável por todos os aspectos técnicos relacionados com as três categorias do Campeonato do Mundo: 125cc, Moto2 e MotoGP.

O experiente italiano disse ao motogp.com: “Estive sempre no mundo do motociclismo, desde que comecei a trabalhar. Licenciei-me como engenheiro mecânico no Politécnico de Turim e especializei-me em mecânica automóvel. Juntei-me à Piaggio e trabalhei lá durante dois anos, depois disso fui para a Ducati.”

“Com a Ducati estive sempre envolvido em competições, participando nas superbikes de 1997 a 2002, depois fui Director Técnico da equipa de MotoGP de 2003 a 2005 e desde 2006 fui Vice Director Geral da Ducati Corse, um papel que desempenhei até 31 de Dezembro de 2010.”

Falando sobre a decisão de aceitar o seu novo papel, Cecchinelli explicou: “A Dorna considerou importante nomear alguém numa capacidade técnica independente e acharam que eu podia ocupar esse papel dada a experiência que tenho, mas também surgiu devido ao respeito mutuo que temos e à relação que estabelecemos há muito tempo.”

“Na Ducati o meu trabalho era, mais ou menos, relações com os outros construtores na MSMA. Penso que esta operação pode ter sucesso porque pode ser construída numa rede de conhecimento que foi criada através de diferentes papeis, mas que também um nível pessoal. Conheço a estrutura da Dorna, até há pouco tempo de fora, e conheço os que estão na MSMA e na Federação Internacional e é claro que isto é uma grande mais valia porque tudo se baseia na confiança e respeito mútuo.”

Uma função importante no papel de Cecchinelli será o desenvolvimento dos novos regulamentos de Moto3 e também do novo limite de 1000cc de MotoGP, ambos a entrarem em vigor em 2012. Ele será também muito importante na criação de uma ligação entre fabricantes e fornecedores e demais organizações envolvidas na direcção do Campeonato do Mundo e que incluem Dorna, FIM, MSMA e IRTA.

“Especificamente, serei o responsável pelos aspectos técnicos relacionados com o lado tecnológico do MotoGP, em todas as categorias. Isso envolve o regulamento técnico e nesse sentido também as relações com os fabricantes e representantes das organizações – isso é dizer a MSMA. Esperamos ser capazes de responder a todos os assuntos de natureza técnica, por exemplo o que diz respeito ao ambiente e segurança dos circuitos.”

Falando de 2011, Cecchinelli concluiu: “Estamos a olhar para a definição dos detalhes respeitantes às potenciais entradas para a Moto3 e isso envolve regulamentos técnicos. Em particular estamos a receber inscrições de diferentes fabricantes de ECU’s, o que vai continuar até 28 de Fevereiro. Quando essa data chegar vamos tentar finalizar tudo o mais depressa possível.”

“No que toca à classe de MotoGP para 2012 os detalhes técnicos e de filosofia fundamentais estão definidos, pelo que de momento estamos a dar mais atenção à nova categoria. Os detalhes que continuam por ser decididos para a classe de MotoGP não deverão atrasar novas entradas para a categoria, algo que poderia acontecer na Moto3.”

Tags:
MotoGP, 2011

Outras actualizações que o podem interessar ›