Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lüthi lidera antes da chegada da chuva em Jerez

Lüthi lidera antes da chegada da chuva em Jerez

O suíço era o piloto mais rápido ao meio-dia do primeiro dia de Testes de Jerez, rodando bem abaixo do tempo da pole de 2010. Nico Terol foi o melhor entre as 125cc antes dos pilotos se verem forçados a sair da pista devido à chuva.

A primeira manhã de acção do Teste de Moto2 e 125cc em Jerez começou com sol e temperaturas baixas naquele que foi o primeiro contacto dos pilotos com os motores oficiais Honda 600cc da categoria intermédia.

O primeiro em pista foi Kenan Sofuoglu (Technomag-CIP) que saiu do Pit Lane pouco antes das 10h30 numa altura em que a temperatura da pista era de 22ºC e pelo meio-dia rodava com 15ª marca, 1m46,552s. Na frente da tabela de tempos nessa altura estava o suíço Tom Lüthi (Interwetten Paddock Moto2), que rodou em 1m43,802s, cerca de seis décimos de segundo mais rápido que a pole de Shoya Tomizawa de 2010.

Com a chegada do meio-dia deu-se também a chegada da chuva, deixando Lüthi com uma vantagem de 0,139s sobre Scott Redding, da Marc VDS Racing, seguindo-se Yuki Takahashi (+,0546s que Lüthi), da Gresini Racing, Stefan Bradl (+0,708s), da Viessmann Kiefer Racing, e Jules Cluzel (+0,839s), da Forward Racing, que completaram a lista dos cinco primeiros e foram os únicos a rodar a um segundo da frente.

Alex de Angelis (JiR Moto2), Marc Márquez (Team Catalunya Caixa Repsol), Andrea Iannone (Speed Master), Aleix Espargaró (Pons Racing) e Mika Kallio (Marc VDS Racing) ficaram todos no Top 10. De regresso à acção pela primeira vez nesta pré-época esteve Ratthapark Wilairot (Thai Honda Singha-SAG), que fez seve voltas para se acostumar ao chassis FTR com que vai competir este ano.

Nas 125cc, o favorito ao título Nico Terol (Bancaja Aspar) foi o mais rápido com 1m49,168s, com o estreante Maverick Viñales (PEV-Blusens-SMX-Paris Hilton) a 0.245s de distância, em segundo. Johann Zarco (Ajo Motorsport), Jonas Folger (Red Bull Ajo Motorsport) e Efrén Vázquez (Ajo Motorsport) ficaram entre os cinco primeiros e foram os últimos a rodar a um segundo de Terol. Marcel Schrötter (Mahindra Racing) foi o único a sofrer queda durante a manhã. O acidente teve lugar a baixa velocidade na Curva 2 e o piloto alemão saiu ileso.

Tags:
Moto2, 2011

Outras actualizações que o podem interessar ›