Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Dovizioso: “Temos muitas possibilidades de lutar pelo título”

Dovizioso: “Temos muitas possibilidades de lutar pelo título”

O piloto da Repsol afirma que os testes de pré-época deste ano na Malásia foram os mais rápidos de que se recorda.

Andrea Dovizioso encara o último Teste de pré-época no Qatar, antes do início do Campeonato do Mundo, confiante nas suas possibilidades de lutar pelo Campeonato. Orgulhoso dos progressos com a sua Repsol Honda RC212V 2011, o italiano antevê uma das épocas de MotoGP mais disputadas dos últimos anos.

Este fim-de-semana tem lugar no Qatar o último Teste de pré-época antes do início do Campeonato do Mundo. Onde é que pensas que vais estar na luta pelo título?

“Acredito que podemos pensar no Campeonato porque temos muitas possibilidades de o conquistar. A situação neste momento não me permite estar tão rápido como o Dani [Pedrosa] ou o Casey [Stoner], especialmente em voltas rápidas, mas também um pouco em termos de ritmo de corrida. Fizemos os dois testes no mesmo circuito, pelo que temos de ver o que acontece noutra pista e qual a diferença para os os outros rivais. Acredito verdadeiramente que temos muitas possibilidades de lutar. Ainda temos de melhorar em algumas áreas e resolver os problemas com a frente, mas creio que teremos uma boa temporada. Mas ainda não sabemos se vamos estar mesmo na luta pelo Campeonato.”

A Repsol Honda Team tem três pilotos com grande potencial, estão todos rápidos e tens uma moto que está a trabalhar bem até ao momento. Parece que este Campeonato será muito rápido, o que pensas?

“Penso que esta época será mais rápida e mais disputada que nos últimos anos. O nível das Honda e das Yamaha é muito semelhante e há seis pilotos que usam estas duas marcas com possibilidades de lutar pela vitória nas corridas e no Campeonato. Também temos de ter o Valentino em conta; todos sabem o quão forte ele é. Sobre nós, ter três pilotos juntos na formação oficial da HRC é importante e também nos dá muita motivação. Nunca vi Testes de pré-época tão rápidos como os dois primeiros que já tivemos, onde os pilotos melhoraram muito os seus tempos. Isto significa que todos querem estar na frente e que estão muito motivados. Também é importante porque a Honda vai ter a possibilidade de lutar sempre pela liderança.”

Neste momento quais são os pontos mais fortes da moto?

“Potência, é claramente um dos pontos fortes. Mas também é muito forte em travagem. Infelizmente ainda temos alguns problemas com a estabilidade traseira, mas a frente está a funcionar muito bem. O controlo de tracção também é bom, pelo que acredito que o conjunto é mesmo competitivo.”

Que área é que pensas que pode ser melhorada?

“Temos de resolver o problema que encontrámos na frente durante a simulação de corrida porque é mesmo importante. Também temos de trabalhar na estabilidade traseira. Por vezes há algum ressalto e se encontrarmos forma de resolver isso a moto ficará perfeita.”

O que nos pode dizer da embraiagem, motor, travagem e nova suspensão da moto?

“Penso que a embraiagem é a causa da falta de estabilidade. Não sou engenheiro, mas é o que sinto. Notámos grandes melhorias na travagem de motor no primeiro dia do segundo Teste na Malásia, pelo que estou muito contente com o trabalho efectuado pelos engenheiros. A suspensão de 2011 é muito boa, oferece melhores sensações aos pilotos e somos capazes de travar mais tarde. Há algumas vibrações na frente, mas não aparece nos dados – parece que é algo que só os pilotos sentem – por isso não é grande problema.”

Comunicado de imprensa Repsol Media Service

Tags:
MotoGP, 2011, Andrea Dovizioso, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›