Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Olhos postos na conferência de imprensa do Qatar antes da corrida

Olhos postos na conferência de imprensa do Qatar antes da corrida

Após quatro meses de paragem o Campeonato do Mundo de MotoGP regressa este fim-de-semana à acção com o Commercialbank Grand Prix of Qatar. Jorge Lorenzo, Casey Stoner, Valentino Rossi, Dani Pedrosa e Karel Abraham foram os nomes presentes na conferência de imprensa de pré-evento na quinta-feira.

Ao lado de Valentino Rossi na conferência de imprensa de pré-evento estiveram Jorge Lorenzo (Yamaha Factory Racing), Casey Stoner (Repsol Honda), Dani Pedrosa (Repsol Honda) e Karel Abraham (Cardion ab Motoracing).

O Campeão do Mundo de MotoGP, Jorge Lorenzo, teve difícil pré-época e admitiu a necessidade de melhorias para fazer frente aos rivais.

“Parecem estar todos muito fortes e há muitos pilotos a bom nível, que estiveram muito rápidos. Não estamos num dos nossos melhores momentos no que toca à afinação. Precisamos de melhorar a moto para estarmos competitivos e sei que podemos ser mais rápidos que no teste. Começamos esta noite com a primeira sessão de livres. Para ser franco, os rivais melhorarm muito e a Yamaha não tanto. De momento temos um problema com o potencial máximo e com a afinação. Estou certo que podemos melhorar e ficar mais perto.”

Casey Stoner dominou o último teste de pré-época no Qatar e conta com excelente recorde no Circuito de Losail, com três vitórias.

“Não podia pedir mais da pré-época. Os restes foram muito produtivos e de momento está tudo a correr muito bem. Contudo, testes e corridas são duas coisas muito diferentes. Já o vimos antes, com as coisas a correrem bem nos testes e depois a mudarem com o início da temporada, por isso vamos continuar com os pés bem assentes na terra. Penso que quando formos para os circuitos europeus veremos verdadeiramente qual o nível de todos. Para mim, as pessoas têm arriscado mais que antes. Têm estado todos mais consistentes com os seus tempos e creio que vamos ter na frente pilotos em que não pensávamos antes do Natal.”

O nove vezes Campeão do Mundo Valentino Rossi partilhou a excitação que sente com o início da época.

“Estou muito excitado (com a primeira corrida), é como o primeiro dia de escola. É sempre uma grande emoção quando se muda de moto. Não estivemos muito rápidos nos testes, mas trabalhámos na moto e no meu estilo de pilotagem e sinto-me pronto. O ombro tem sido um grande e longo problema. Melhorou muito, mas ainda sinto falta de força e resistência. Agora é apenas uma questão de tempo. Trabalhei durante todo o Inverno na minha forma física e penso que preciso de mais um ou dois meses antes de estar a 100%. Vamos tentar fazer o melhor possível na primeira metade da época e depois puxar mais. Penso que estamos melhor que 13º (posição no teste do Qatar). Vai ser uma corrida complicada.”

O piloto da Ducati Team também se mostrou triste com os eventos recentes no Japão. “Seguimos tudo na TV e foi muito claro desde o início que se tratou de algo incrível. A situação pareceu piorar dia após dia. Temos muitos japoneses no MotoGP, muitos deles amigos meus que estão preocupados. Esperamos que as coisas melhorem o mais depressa possível. Boa sorte a todos e não desistam. Espero que possamos todos fazer algo.”

Dani Pedrosa terminou os testes de pré-época em segundo e ficou contente por estar a começar a temporada.

“Quase todos os anos tenho um problema com a forma física, mas esta pré-época correu muito bem. Por isso, é um grande passo em comparação com outros anos. Fizemos alguns melhoramentos e fizemos bons testes, agora espero poder isto contra os meus rivais em pista. Será uma corrida difícil e espero bons treinos para me dar bem. Estão todos muito bem. Temos de ver como decorre a primeira prova já que estou certo que todos vão puxar muito mais que no Teste.”

O estreante de MotoGP Karel Abraham admitiu que não vai ser fácil estrear-se, mas está concentrado numa curva de aprendizagem ascendente.

“É um grande passo e não foi uma adaptação fácil. Vou levar algum tempo, mas podemos claramente fazê-lo. Os testes não correram muito mal, o primeiro em Sepang foi difícil com o calor e potência da moto e tudo, mas aprendi muito. O teste do Qatar foi melhor para mim, agora temos de trabalhar arduamente para o provar. Sempre que vou para a moto aprendo mais alguma coisa. Espero não demorar muito até poder assinar bons resultados.”

Esta noite de quinta-feira marca o verdadeiro início da acção com as primeiras sessões de treinos de 2011 para as três classes do Campeonato do Mundo. Este é o único fim-de-semana de corridas que se estende por quatro dias para que todos os pilotos possam treinar à noite. Os pilotos de 125cc são os primeiros em pista, pelas 18 horas locais, seguindo-se os de Moto2 pelas 18h55 e MotoGP pelas 19h55. A alteração do programa neste fim-de-semana leva os pilotos de 125cc e Moto2 de novo à pista esta noite para a segunda sessão de livres às 20h55 e 21h50 locais (GMT+3), respectivamente.

Tags:
MotoGP, 2011, COMMERCIALBANK GRAND PRIX OF QATAR

Outras actualizações que o podem interessar ›