Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Stoner contente, Pedrosa com problemas na FP1

Stoner contente, Pedrosa com problemas na FP1

A primeira sessão da época de 2011 teve lugar no Circuito Internacional de Losail, no Qatar. Após o teste de pré-época que teve lugar no início da semana, as condições climatéricas foram quase idênticas.

Casey Stoner, da Repsol Honda, manteve-se no topo da tabela de tempos com um registo de 1m55,752s e completou 16 voltas. O australiano passou a noite a aprimorar a afinação para o fim-de-semana. O seu companheiro de equipa Dani Pedrosa seguiu-o de perto, completando 18 voltas durante os 45 minutos de trabalho. Pedrosa debateu-se com raro problema no pneu traseiro, um composto médio já utilizado nos testes de Inverno sem problemas e que a sua equipa e a Brigdestone têm agora de compreender. Andrea Dovizioso sentiu algumas vibrações na frente e a sua equipa vai continuar a trabalhar neste aspecto na segunda sessão de livres nesta sexta-feira.

Durante a tarde a Repsol Honda Team aproveitou a oportunidade para mostrar o seu apoio ao Japão nestes momentos difíceis. A formação rodou com uma bandeira nipónica acompanhada de mensagem de apoio nas suas equipas: Espero não deixar de lutar: "Ganbare Japan!"

.

Casey Stoner, Repsol Honda

"Começámos no mesmo sítio em que parámos na segunda-feira e usámos mais ou menos a mesma afinação. O vento esteve um pouco mais forte que no teste, mas as condições da pista estavam boas. Temos de melhorar a aderência lateral. É uma área em que lutámos um pouco, pelo que temos de melhorar isso, o que nos dará melhor prestação nas curvas. Diria que estamos a 80% com a moto, temos algumas áreas importantes que podemos melhorar, mas é sempre assim. É sempre possível melhorar e se o fizermos nessas áreas fará uma grande diferença. Fiz toda a sessão com o mesmo pneu traseiro duro e fiquei contente com a prestação que apresentou de início a fim. Isto é bom para a corrida. Finalmente a época começou, até agora correu tudo bem, mas temos de ser realistas e manter a concentração.”

Dani Pedrosa, Repsol Honda

"Tive um problema com o pneu traseiro que temos de compreender. Foi o primeiro problema que tivemos com pneus este ano, pelo que espero que seja uma excepção à regra. Começámos o treino muito bem, estivemos rápidos na primeira saída e depois continuámos com o mesmo pneu, o composto mais macio, durante toda a sessão. Apesar de termos usado o mesmo composto durante o Inverno sem problemas durante várias voltas, mas hoje na segunda tirada comecei a sentir perda de prestação e na terceira e última tirada estava ainda pior. Com apenas 45 minutos de treino as tiradas são muito curtas e não temos muito tempo para fazer alterações. Talvez o pneu tenha tido um problema, talvez tenha perdido rendimento porque com as 125cc e as Moto2 em pista as condições estavam muito diferentes das do teste desta semana. Não sabemos ao certo. De todas as formas, o fim-de-semana de Grande Prémio acabou de começar e vamos ter mais uma oportunidade para compreender o problema amanhã. Espero tirar o melhor partido das duas sessões para preparar bem a corrida.”

Andrea Dovizioso, Repsol Honda

“Com quatro dias de treinos é importante gerir os pneus, por isso hoje usámos apenas o composto duro para poupar os pneus macios para amanhã e dias seguintes. Creio que só será possível usar o composto macio na corrida. O maior problema hoje foi a vibração na frente quando largava o travão e isto limitou-me muito porque não pude puxar e inclinar-me como queria. Temos de compreender este problema e resolvê-lo o mais depressa possível. Os meus engenheiros vão analisar os dados durante a noite e veremos como melhorar este problema. Não estou contente com o meu tempo, mas acredito que podemos melhorar porque sinto que temos a margem. Hoje estou muito orgulhoso porque a Itália celebra 150 anos sobre a sua unificação, pelo que tenho um autocolante especial no meu capacete para comemorar o evento.”

Tags:
MotoGP, 2011, COMMERCIALBANK GRAND PRIX OF QATAR

Outras actualizações que o podem interessar ›