Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Hopkins no lugar de Bautista em Jerez

A Rizla Suzuki não vai conseguir substituir o lesionado Álvaro Bautista no Grande Prémio do Qatar de amanhã, isto apesar da equipa ter envidado todos os esforços para colocar a Rizla Suzuki GSV-R na grelha de partida.

Os dois pilotos mais prováveis para substituir Bautista – que fracturou o fémur ontem – não estão disponíveis. John Hopkins está nos Estados Unidos e incapaz de chegar ao Qatar a tempo e Nobuatsu Aoki está no Japão, de onde é muito difícil encontrar voos devido ao forte sismo e maremoto de que o país foi alvo na semana passada. A direcção da Suzuki abordou também vários pilotos de Moto2 com experiência no MotoGP, mas nenhum deles estava disponível devido aos compromissos com as suas respectivas equipas para esta época.

Hopkins vai agora juntar-se à equipa para a próxima jornada, em Jerez, Espanha, como piloto de substituição de Bautista, isto enquanto o espanhol continua a recuperação. Bautista está agora no hospital após ter sido operado ao fémur esquerdo esta manhã e planeia regressar a Espanha no início da próxima semana para começar a recuperação com vista a regressar ao MotoGP o mais depressa possível.

Paul Denning, Director Desportivo da Team Manager

“A época de 2011 ainda não começou e já temos esta grande desilusão e é muito difícil de lidar com isto. Os testes de Inverno foram consistentes e competitivos, especialmente tendo em conta a mentalidade do Álvaro no dia da corrida e o seu gosto por lutar com todos outros ao invés de apenas pilotar. O motivo da queda é muito simples: puxar demais nesta zona da pista sem temperatura suficiente no pneu novo – muito similar ao que aconteceu ao Rossi no ano passado em Mugello. O Álvaro talvez estivesse a sentir pressão depois de ter perdido tempo de pista na noite de quinta-feira com o problema de arm pump e talvez quisesse entrar no grupo da frente com bons tempos o mais depressa possível. Infelizmente o Álvaro pagou caro.”

“Este desporto é muito exigente e a linha entre o sucesso e o desastre é muito fina. Estamos todos desapontados, mas é o desgraçado que está no hospital com um parafuso no fémur e com dura recuperação pela frente. Ele tem carácter forte e determinação bastante para dar a volta a isto e, em nome dele, queríamos agradecer a todos pelos votos de melhoras e apoio demonstrado, especialmente aos médicos da Clínica Móvel, que foram ao hospital às 2h00 para verificarem a situação e darem importantes conselhos e assistência.”

“No que toca ao GP do Qatar, tentámos tudo para encontrar um substituto e termos a Rizla Suzuki na grelha amanhã, mas a logística para o John ou para o Nobu pura e simplesmente não o permitiu. As equipas de Moto2 com pilotos com experiência de MotoGP com que falámos também, e de forma compreensível, se mostraram relutantes em libertar um piloto para a primeira ronda do campeonato. Fizemos todas estas diligências para apoiarmos o Campeonato, a Rizla e todos os nossos parceiros, mas é pedir muito a um piloto para se juntar a uma equipa apenas para uma qualificação e corrida. Segurança e senso comum têm o seu papel também e respeitamos as decisões tomadas.”

“O John não está contente com o que aconteceu ao Álvaro, mas sei que vai fazer um bom trabalho para nós em Jerez e esperamos ser capazes de lhe dar a oportunidade de levar a cabo um teste antes. O regresso do Álvaro ainda não está claro e o John tem compromissos com a BSB que colidem com o Estoril e Le Mans, pelo que temos de esperar um pouco mais antes de tomarmos qualquer decisão para essas corridas.”

“Obrigado a todos os que desejaram as melhoras do Álvaro, estamos muito gratos e faremos tudo para recuperar rapidamente desta situação.”

Tags:
MotoGP, 2011, Rizla Suzuki MotoGP

Outras actualizações que o podem interessar ›