Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lorenzo orgulhoso e Spies satisfeito com Qatar

Lorenzo orgulhoso e Spies satisfeito com Qatar

O Campeão do Mundo Jogre Lorenzo apresentou forte prestação na primeira ronda do Campeonato do Mundo de MotoGP de 2011 sob as luzes artificiais do Circuito Internacional de Losail.

O jovem maiorquino começou bem a corrida, liderando o pelotão por breves momentos antes de assegurar o terceiro posto atrás de Stoner e Pedrosa, enquanto estes lutavam pela liderança. A oito voltas do final atacou o compatriota espanhol e passou para segundo. Mas não foi definitivo, já que ainda voltou a rodar em terceiro antes da manobra final que lhe permitiu assegurar o intermédio do pódio. Lorenzo rodou em tempos de 1m55,8s nas 20ª e 21ª voltas para reduzir a diferença para a frente e terminar a 3,440s de Stoner.

O companheiro de equipa na Yamaha Factory Racing, Ben Spies, teve uma partida menos bem sucedida, tendo depois de recuperar terreno à chegada à curva e caindo para oitavo. O texano não demorou muito, contudo, a aproximar-se de Héctor Barberá, passando-o ao cabo de três voltas para iniciar a perseguição a Valentino Rossi, que seguia em sexto. Ao cabo de várias passagens pela meta a 0,1 ou 0,2 segundos do italiano, Spies fez a ultrapassagem no final da reta da meta, mas ia com demasiada velocidade e ao alargar a trajetória voltou a perder a posição para Rossi. Depois de voltar ao ritmo, repetiu a manobra, mas desta feita sem erros. Spies também rodou em 1m55,8s e acabou por cruzar a meta em sexto, com uma margem de 5,96s sobre Rossi.

Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing
“Creio que talvez esteja mais orgulhoso pelo pódio do que por uma vitória, é assim que me sinto esta noite. Estou muito orgulhoso de mim próprio e da equipa, que nunca desistiu e trabalhou para me dar a melhor moto possível. Dei tudo o que tinha durante a corrida. Estive no limite de início a fim. Quase caí numa curva, mas consegui manter-me na moto e terminei em segundo, que foi o melhor que podia fazer.”

Ben Spies, Yamaha Factory Racing
“Foi a primeira corrida do ano, não foi perfeita e fui um pouco empurrado para fora na primeira corrida, acabando depois por ficar preso atrás do Barberá e do Rossi durante algumas voltas. Eles estavam a lutar um com o que outro, o que fez com que perdesse o contacto com os da frente. Tirando isso foi uma boa corrida, lutei um pouco para passar o Valentino, ele estava a rodar muito bem e não é um tipo fácil de ultrapassar! Assim que consegui passar por ele comecei a estabelecer tempos rápidos e a moto estava boa! Foi a primeira parte da corrida que não foi boa. Corremos dentro de duas semanas, pelo que estou contente por voltar à acção em Jerez. Foi a primeira corrida do ano, não terminei nos cinco primeiros, mas somamos alguns pontos e estou contente.”

Tags:
MotoGP, 2011, COMMERCIALBANK GRAND PRIX OF QATAR

Outras actualizações que o podem interessar ›