Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Stoner contente, Pedrosa e Dovizioso desapontados

Stoner contente, Pedrosa e Dovizioso desapontados

O Repsol Honda Team levou a cabo forte primeira jornada do Campeonato do Mundo de 2011 com Casey Stoner a levar a melhor sobre Jorge Lorenzo e com o companheiro de equipa Dani Pedrosa em terceiro e Andrea Dovizioso em quarto.

Com a vitória Stoner garantiu o domínio absoluto do fim-de-semana no Circuito Internacional de Losail depois de ter assinado a pole e a melhor volta da corrida com uma marca de 1m55,366s à 13ª volta.

Casey Stoner, Repsol Honda
"Depois de uma grande pré-época, viemos para este fim-de-semana de corrida e tudo continuava a correr cada vez melhor para nós. Esta manhã no warm up tivemos alguma dificuldade em sentirmos a mota como queríamos, quando o depósito estava cheio e voltámos a sentir o mesmo na primeira parte da corrida. Sabíamos que quando o depósito começasse a ficar mais vazio e os pneus mais usados, que voltaríamos a ter a mota como queríamos. O Dani passou-me e optei por segui-lo para ver onde é que ele estava forte e onde é que eu estava fraco. Depois, quando me comecei a sentir mais confiante com a moto e tive mais aderência e melhor comportamento em curva decidi atacar e tirar partido disso. Esta noite a moto esteve fantástica, como em todas as sessões, e estou muito orgulhoso por estar a correr com a Repsol Honda e por ter ganho na minha primeira corrida com a equipa. Foi uma grande forma de começar a época! Estou mesmo contente com a forma como as coisas correram e com a maneira como toda a equipa trabalhou em conjunto, muito obrigado à Honda e os meus melhores votos para o Japão neste momento difícil.”

Dani Pedrosa, Repsol Honda
"Estou desapontado, não pela corrida que tive, mas pelos problemas físicos que voltei a ter com o braço esquerdo. Já nos treinos tinha sentido algo, mas não sabia se podia ser mau. No final não conseguia agarrar o guiador e nas últimas 7 ou 8 voltas nem conseguia usar a embraiagem. Estava apenas a aguentar o braço e estava a sofrer muito. A moto esteve perfeita durante a corrida, tive a possibilidade de ganhar, mas passei um mau bocado, uma das piores corridas da minha vida. Não sei o que posso fazer porque devia estar bem depois do que descansei este Inverno. Fiz os testes e estava tudo bem. Também lamento pela minha equipa porque a moto estava muito bo, rápida, perfeita nas curvas. Estou orgulhoso com a forma como tenho pilotado. Lutei com o Casey neste circuito como mais ninguém o fez no passado, mas ao mesmo tempo sinto-me mal porque não sei o que o futuro me reserva. Sei que vamos para Jerez daqui a duas semanas, onde a moto estará muito bem e onde eu sou rápido e forte, mas não sei o que vai acontecer.”

Andrea Dovizioso

“Estou um pouco desapontado porque o nosso objectivo era o pódio, mas a verdade é que tive uma boa corrida. Nas primeiras voltas pensei que podia lutar pelos três primeiros. Estou satisfeito com o meu ritmo, também fiz o meu melhor tempo na última volta. A moto esteve consistente, mas temos de dar mais um passo em frente para continuarmos com o Casey e o Dani. Perdi tempo na luta com o Simoncelli; na minha opinião as manobras deles estavam no limite. Foi um momento crucial porque perdemos tempo que precisávamos para lutar pelo pódio. Quero agradecer à equipa pelo trabalho feito na moto. Estou contente com a minha forma física porque terminei a corrida sem me sentir muito cansado apesar de correr aqui ser muito exigente.”

Tags:
MotoGP, 2011, COMMERCIALBANK GRAND PRIX OF QATAR

Outras actualizações que o podem interessar ›