Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Dupla da Repsol Honda no topo em Jerez

Dupla da Repsol Honda no topo em Jerez

Dani Pedrosa e Casey Stoner tiveram positivo início em Jerez, partilhando as duas primeiras posições das tabelas de tempos no primeiro dia de treinos com vista ao Gran Premio bwin de España. Foram os dois únicos pilotos a rodar no segundo 39, sendo que Stoner bateu o recorde da pista de Pedrosa de 1m39,731s, de 2010.

O australiano foi o mais rápido durante a manhã com uma marca de 1m39,551s, seguido de Dani Pedrosa por meros 0,028s. De tarde o melhor foi o espanhol com um tempo de 1m40,101s, desta feita com Stoner a 0,188s. Os ventos fortes impediram a maioria dos pilotos de melhorarem os seus tempos durante a segunda sessão. Pedrosa concentrou-se em tiradas curtas devido à lesão do ombro, enquanto Stoner se focou na melhoria das afinações da moto num circuito que já se revelou traiçoeiro para o australiano no passado. Andrea Dovizioso, que sofreu queda na sessão matinal numa curva rápida, escapou sem lesões. O italiano foi sexto na tabela combinada de tempos com uma volta em 1m40,429s.

Dani Pedrosa, Repsol Honda

"Penso que estamos a fazer um bom trabalho. A moto está a funcionar bem, estava a vibrar um pouco, mas isso talvez se deva à aderência, que não esteve muito boa hoje. Os outros pilotos também lutaram muito e vimos várias quedas em todas as categorias. Os ventos fortes da tarde também não ajudaram, foi mais difícil controlar a moto, especialmente nas curvas rápidas, e não conseguimos melhorar os tempos. No que toca à minha condição física, estou a lutar da mesma forma que o fiz na corrida do Qatar porque a situação não mudou, mas não posso fazer nada para me sentir melhor, por isso vou tentar rodar o melhor que posso. Fiz tiradas curtas porque é melhor para mim e trabalhei na moto para preparar a corrida. Esperamos melhorar amanhã e ter uma boa qualificação.”

Casey Stoner, Repsol Honda

"A primeira sessão correu bem e tive boas sensações com a moto. Tentámos repetir durante a tarde, mas as condições não estavam perfeitas – estava muito vento. Parece ser um pouco mais macio rodar aqui que no passado, mas foi uma pena o tempo não ter estado melhor, foi por isso que passámos algum tempo a trabalhar na afinação. De forma geral as duas motos que testei parecem estar a funcionar muito bem. A aderência não parece estar muito boa, penso que estão todos a lutar com isto, pelo que é mais um elemento em que temos de trabalhar amanhã, a tempo da qualificação.”

Andrea Dovizioso, Repsol Honda

“Foi um dia difícil. De manhei caí na primeira volta porque perdi a frente sem qualquer aviso na Curva 11. A queda em si não foi muito má, mas depois o vento à tarde piorou as coisas. Penso que a segunda sessão foi afectada por tudo isto junto e como resultado perdi a sensação com a frente. Não consegui rodar ao meu nível e não foi bom, mas não vale a pena queixar-me, temos de continuar a trabalhar. Espero que amanhã haja menos vento para nos podermos focar na afinação da minha RC212V.”

Tags:
MotoGP, 2011, GRAN PREMIO bwin DE ESPAÑA, Casey Stoner, Dani Pedrosa, Andrea Dovizioso, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›