Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Edwards e Crutchlow optimistas para a corrida

Edwards e Crutchlow optimistas para a corrida

Os pilotos da Monster Yamaha Tech 3 Team Colin Edwards e Cal Crutchlow vão partir amanhã para o Gran Premio bwin de España da oitava e nova posição da grelha, depois de terem caído na sessão de qualificação no circuito de Jerez.

O americano Edwards vai partir do meio da terceira linha, depois de ter tirado total partido da alteração à afinação da frente da mota e assinado um tempo de 1m39,894s. Ele ficou a menos de 0.2s de um lugar na segunda fila, depois de ter estado entre o grupo de numerosos pilotos que caiu durante a animada sessão na pista de Jerez. Esforçando-se para conseguir garantir um lugar entre os seis primeiros da grelha para a corrida de 27 voltas de amanhã, Edwards perdeu a frente da sua YZR-M1 a baixa velocidade na segunda curva, mas conseguiu voltar a colocar-se em cima da mota e regressar à pista.

Crutchlow conseguiu pela segunda vez consecutiva um lugar entre os dez melhores na sua época de estreia no MotoGP. O piloto britânico terminou a última sessão de treinos livres com o sétimo melhor tempo, à frente do seu colega de equipa Edwards e do piloto de fábrica da Yamaha Ben Spies. Na qualificação o Campeão do Mundo de Supersport de 2009 assinou um tempo de 1m40,019s, apenas 0,124s atrás de Edwards, assegurando a nona posição da grelha. Apesar de ter rodado menos de quatro horas na pista de Jerez, Crutchlow foi mais rápido do que muitas estrelas do MotoGP com mais experiência no traçado da Andaluzia.

Colin Edwards, Monster Yamaha Tech 3
“Nunca fico contente com um oitavo lugar, mas para ser franco não podia fazer do que fiz. É difícil ficar desapontado quando sei que rodei ao máximo que pude. Foi claro o quanto estava a puxar quando caí no final da sessão. Mas ficar perto da segunda linha com este nível de competitividade exige risco. Tinha acabado de fazer a minha melhor volta quando cheguei à Curva 2 e perdi a frente. Queria puxar um pouco mais e tentar a segunda linha, mas saiu-me o tiro pela culatra e caí. Senti-me bem na sessão porque modificámos o garfo frontal, colocando uma mola dura, e isso deu-me a resposta que esperava. Estou contente com o pneu duro com que vamos correr porque consegui rodar de forma consistente no 1m40s. Não demos grande passo em frente com o macio, o que mostra que temos boa afinação e apesar da corrida ser dura estou mesmo desejoso por ela.”

Cal Crutchlow, Monster Yamaha Tech 3
“Estou mesmo contente, tendo em conta que não conheço a pista e que há muitos pilotos com talento atrás de mim na grelha, outra vez. Esta manhã na FP3 fui sétimo e qualifiquei-me em nono, pelo que é claro que estou a progredir. Isso deixa-me contente, tal como à minha equipa da Monster Yamaha Tech 3, que tem trabalhado muito para me ajudar numa rápida adaptação à máquina de MotoGP. O meu tempo ideal era sexto, pelo que não me posso queixar devido à minha falta de experiência nesta pista. Senti-me mais confortável com o pneu duro que com o pneu macio, o que é positivo para a corrida de amanhã. Fizemos claras melhorias com a frente da moto e senti-me muito mais confortável. Mas sacrificámos um pouco a aderência traseira, e agora temos de encontrar o equilíbrio que me dá a aderência para terminar nos dez primeiros. Olhando para os tempos por volta, estou perto do Hayden e do Aoyama outra vez, como no Qatar. Estive um pouco atrás deles na corrida do Qatar, pelo que espero agora dar-lhes mais luta. Estou mais confiante e optimista quanto a um bom resultado amanhã.”

Tags:
MotoGP, 2011, GRAN PREMIO bwin DE ESPAÑA, Colin Edwards, Cal Crutchlow, Monster Yamaha Tech 3

Outras actualizações que o podem interessar ›