Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Iannone vence no molhado em Jerez

Iannone vence no molhado em Jerez

Andrea Iannone (Speed Master) levou a melhor na chuva, na pista andaluza, para garantir a quarta vitória de Moto2, no Gran Premio bwin de España. A seu lado no pódio ficaram Thomas Lüthi (Interwetten Paddock Moto2) e Simone Corsi (Ioda Racing Project).

Lüthi assumiu o controlo inicial da corrida e colocou-se no bom caminho para a primeira vitória na Moto2, mas isto até o italiano o passar e estabelecer boa vantagem. Iannono terminou com uma margem de 7,850s, melhorando o segundo posto conquistado em Losail, o que leva o piloto da Speed Master a assumir a liderança do Campeonato do Mundo de 2011.

 

A corrida começou com pista húmida, chovendo depois ao longo da corrida, tornando o piso escorregadio. Vindo de 18º da grelha, Simone Corsi (Ioda Racing Project) liderava a corrida ao cabo de volta e meia, mas foi depois apanhado por Iannone e pelo piloto suíço, tendo de se contentar com a terceira posição, o seu terceiro pódio na categoria intermédia.

Bradley Smith (Tech 3), que partiu de quinto, terminou na quarta posição na sua segunda corrida de Moto2. O jovem britânico recuperou posições no início e chegou mesmo a passar pela liderança. A poucas voltas do final rodava em quinto, mas um erro de Stefan Bradl (Viessmann Kiefer Racing) valeu-lhe a subida de uma posição.

Bradl tentou ser o primeiro alemão a conquistar duas vitórias consecutivas na categoria intermédia desde Ralf Waldmann, em 1996, mas perdeu várias posições na partida e limitou-se depois a controlar as perdas. Luthi e Bradl partilham agora o segundo posto da classificação.

Julián Simón (Mapfre Aspar) foi o melhor espanhol com a sétima posição, à frente de Alex de Angelis (JiR Moto2). Seguiu-se o escocês Kev Coghlan (Team Aeroport de Castelló).

O estreante Michele Pirro (Gresini Racing Moto2) foi nono após grande luta até à última volta com o os companheiros de equipa da MZ Racing. Anthony West, depois de boa prestação no warmup, mas foi batido por Max Neukirchner na luta pela décima posição.

Yuki Takahashi (Gresini Racing), que tinha estado na luta pela terceira posição, sofreu queda a alta velocidade na Curva 12 depois de perder a frente e teve de desistir.

Marc Márquez (Team CatalunyaCaixa Repsol) falhou a soma dos primeiros pontos na Moto2 depois de Jules Cluzel (Forward Racing) ter falhado a travagem e o ter colocado fora de prova quando lutavam pelo sexto posto.

Tags:
Moto2, 2011, GRAN PREMIO bwin DE ESPAÑA, RAC

Outras actualizações que o podem interessar ›