Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lorenzo vence, enquanto Spies cai

Lorenzo vence, enquanto Spies cai

O piloto da Yamaha Factory Racing Jorge Lorenzo levou a sua M1 até à vitória em frente ao seu público caseiro em Jerez. Ao seu companheiro de equipa Ben Spies foi negado o primeiro pódio em MotoGP enquanto piloto de fábrica a apenas três voltas do final da corrida.

A segunda corrida do Campeonato do Mundo de MotoGP de 2011 foi disputada com condições difíceis em pista, que provocaram uma série de quedas ao longo das 27 voltas. Depois de se ter colocado confortavelmente na segunda posição na primeira volta, Lorenzo deixou-se estar entre os três primeiros durante várias voltas, aproximando-se da primeira posição enquanto via os seus adversários Stoner, Rossi e Simoncelli a caírem. Um ritmo constante acabou por levar o Campeão do Mundo a ser o primeiro a ver a bandeira xadrez, naquele que foi o seu primeiro triunfo na carreira numa corrida molhada.

Depois de partir da quarta posição, Spies começou por cair para sexto. Contudo, já na parte final da corrida estava a ganhar meio segundo para o segundo homem da frente, Pedrosa. Acabou por o conseguir apanhar e ultrapassar, levantando a possibilidade da Yamaha ter dois homens nas primeiras duas posições do pódio. A corrida do texano acabou, contudo, por terminar mais cedo na curva cinco, com o piso escorregadio e os pneus já gastos a levarem-no a perder a frente da mota e a sair da pista.

A vitória de Lorenzo levou-o até à liderança da classificação do Campeonato de MotoGP, com um total de 45 pontos, mais nove do que o segundo, Dani Pedrosa. Spies chegará à próxima ronda no Estoril dentro de quatro semanas depois de ter caído para 12º na classificação, com dez pontos, procurando um resultado que o faça esquecer a desilusão de hoje.

Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing

“Foi uma das minha corrida mais pacientes. Foi uma grande vitória, da qual estávamos a precisar e sinto-me bem. Esta também foi a primeira vez que venci no molhado, a primeira vez de sempre! Agora estamos a trabalhar para melhorar a nossa mota para tentar arrecadar tantos pontos quanto possível. O Rei de Espanha disse-me que me ia trazer sorte depois de nos termos encontrado em Fevereiro em Madrid e estava certo! Com a competição tão acesa este ano, nunca imaginei chegar à liderança do Campeonato ao fim de duas corridas. Estou feliz por ter vencido este fim-de-semana”.

Ben Spies, Yamaha Factory Racing

“Não acho que tenha sido uma corrida hoje, foi mais uma guerra. Assim que chegámos à quarta posição atrás do Hayden, sabia que podia passá-lo, por isso fiquei apenas à espera do momento certo. O Pedrosa estava apenas alguns segundos à minha frente e eu tinha a certeza que ele podia chegar ao pódio. O Lorenzo iria de certeza vencer, mas eu sabia que podia ficar logo atrás dele. Apostei tudo e apanhei o Pedrosa. Assim que o ultrapassasse sabia que tínhamos o segundo lugar controlado, ele não conseguiria voltar lá, mas eu precisava de não cometer nenhum erro. Depois de o ter passado abrandava em todas as curvas, mas de repente estava no chão. Claro que o erro foi meu, mas olhando para trás eu estava a andar mais devagar do que no resto da corrida. É uma daquelas coisas, penso que os pneus estavam no limite hoje. Mas foi um grande espectáculo para o público!

Tags:
MotoGP, 2011, GRAN PREMIO bwin DE ESPAÑA, Ben Spies, Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing

Outras actualizações que o podem interessar ›