Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Rossi testa a Ducati Desmosedici GP12 em Jerez

Rossi testa a Ducati Desmosedici GP12 em Jerez

Apenas cinco dias depois do Gran Premio bwin de España Valentino Rossi voltou à acção em Jerez para um teste privado com a nova Ducati Desmosedici GP12.

Valentino Rossi deu as primeiras voltas aos comandos da Ducati GP12 na manhã desta sexta-feira no circuito andaluz de Jerez de la Frontera, um dia solarengo e quente (temperatura do ar 29ºC, pista 41ºC), com o único defeito a ser o vento forte. O italiano foi para a pista pouco depois das 11 horas e fez a primeira tirada de seis voltas. Sem problemas na moto, o trabalho continuou durante o resto do dia, sendo que Rossi acabou por completar 50 voltas.

Vittoriano Guareschi, que vestiu o fato de competição na quinta-feira, passou o dia de hoje a controlar o teste de Valentino, participando em conjunto com Filippo Preziosi em todas as pequenas reuniões que tiveram lugar entre cada tirada de pista. Enquanto isso, Franco Battaini testou a GP11, trabalhando a afinação da electrónica e do chassis.

“Estou contente,” disse Valentino Rossi após o teste. “Gosto da GP12. Na minha opinião é mais divertida de pilotar. Foi a primeira vez que estivemos em pista com ele, pelo que tivemos algum trabalho, mas o motor é melhor. É muito divertida e podemos dar umas escorregadelas engraçadas. É a moto com que vamos correr no próximo ano, pelo que foi muito importante – e divertido também – estar entre os primeiros que a levaram para a pista.”

“Optámos por termos os nossos pilotos de fábrica – o Valentino hoje e o Hayden amanhã – a testarem a moto neste primeiro teste porque pensamos que as respostas deles são essenciais para iniciarmos o caminho certo para o desenvolvimento,” disse Filippo Preziosi. “Poder trabalhar com o Vale um dia inteiro é mais que qualquer técnico podia pedir. Recolhemos muitos dados que vamos introduzir nos próximos desenhos e desenvolvimentos para a moto do próximo ano. O melhor de tudo é que as opções técnicas feitas para a GP12 na fase inicial do projecto, em 2010 – refiro-me ao motor, que é um ‘big-bang’, e à parte traseira – foram aprovadas pelo Valentino. Isto dá-nos muita satisfação e estamos optimistas em relação ao trabalho que ainda temos de fazer. Sabemos que os nossos rivais também estão a trabalhar muito e a desenvolver as suas motos de 2012, mas isso só torna o desafio mais apetecível.”

Tags:
MotoGP, 2011, Valentino Rossi, Ducati Team

Outras actualizações que o podem interessar ›