Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Pedrosa desejoso por voltar à acção em Portugal

Pedrosa desejoso por voltar à acção em Portugal

O piloto da Repsol Honda foi alvo de exame médico de rotina na segunda-feira e fez uma actualização no seu blog onde deu a saber como está a correr a recuperação da sua mais recente operação.

Dani Pedrosa foi a um exame médico de rotina na segunda-feira para avaliar o estado da recuperação do braço esquerdo após a cirurgia a que foi submetido há 15 dias. O piloto da Repsol Honda – que fracturou a clavícula esquerda em Outubro passado no Japão – viu serem-lhe colocados parafusos e uma placa na sequência da lesão e retirou-os após a jornada de Jerez, no início do mês, depois de ter começado a debater-se com problemas de compressão da artéria subclaviana.

No seu blog, e após o check-up de segunda-feira, Pedrosa falou do processo de recuperação que se seguiu à operação no início de Abril. “A verdade é que correu bem e ajustei a minha rotina nos dias que se seguiram em função das recomendações feitas pela equipa médica, pelo que a recuperação está a correr o melhor possível. Hoje (segunda-feira) fiz um exame de rotina e parece que está tudo bem, mas temos de ter cuidado até voltar a rodar com a moto em Portugal.”

O piloto da Repsol Honda está agora desejoso por voltar aos comandos da RC212V e testar a sua forma física, se bem que terá de esperar até ao primeiro dia de treinos do bwin Grande Prémio de Portugal, a 29 de Abril.

“Estou desejoso e motivado para regressar à competição e avaliar como me sinto na moto e ver se posso esquecer este problema o mais depresso possível,” continuou. “Os últimos dias foram de descanso em casa, como recomendado pelos médicos. Mesmo com a paragem no calendário a coincidir com a recuperação, estou muito motivado para voltar a estar competitivo, trabalhar com a equipa e, acima de tudo, andar na moto.”

Apesar do desconforto quando em corrida, Pedrosa começou bem a época, terminando em terceiro na abertura do campeonato no Qatar e em segundo em Jerez.

“Olhando para o que aconteceu até agora, chego a Portugal com 36 pontos e a nove do líder e isto tendo em conta a lesão. A verdade que temos um balanço positivo para encarar o Campeonato, que está apenas no início,” rematou Pedrosa.

Tags:
MotoGP, 2011, Dani Pedrosa, Repsol Honda Team

Outras actualizações que o podem interessar ›