Compra de bilhetes
VideoPass purchase

MotoGP regressa à acção no Estoril

MotoGP regressa à acção no Estoril

Após paragem alongada no calendário de MotoGP, a categoria rainha regressa à acção no bwin Grande Prémio de Portugal este fim-de-semana e há muito para ver na 3ª Jornada no Estoril.

Quase quatro semanas depois de Jerez – a paragem foi alongada devido ao adiamento do GP do Japão para Outubro – o Campeonato do Mundo MotoGP regressa à acção no Estoril neste fim-de-semana, para o bwin Grande Prémio de Portugal, 3ª Jornada do ano e 14ª edição do GP de Portugal.

Foram muitos os motivos de conversa após a 2ª Jornada no sul de Espanha, onde o Campeão do Mundo Jorge Lorenzo assinou a primeira vitória de 2011 no molhado, e seguido no pódio por Dani Pedrosa, que lutou com o braço em recuperação, e Nicky Hayden. A impossibilidade de Casey Stoner terminar a corrida depois de ter sido deitado ao chão por Valentino Rossi, que logrou depois o quinto posto, só ajudou a que a corrida de Jerez fosse ainda mais animada.

Lorenzo, da Yamaha Factory Racing, conta com formidável recorde nos últimos anos no Estoril, tendo ganho nas últimas três épocas consecutivas desde a pole position. Há 22 corridas que o espanhol termina nos quatro primeiros e lidera o Campeonato com nove pontos de margem sobre o rival Dani Pedrosa. Já o homem da Repsol Honda chega a Portugal com a esperança que a operação de que foi alvo após Jerez tenha resolvido os problemas com que se debatia no braço esquerdo, mesmo assim logrou o 90º pódio num GP na última ronda – o décimo piloto os 63 anos de história do Campeonato do Mundo a atingir tal marca.

Stoner estará desejoso por ultrapassar a desistência de Jerez e recuperar o ritmo da primeira jornada. O piloto da Repsol Honda já por duas vezes terminou no pódio na categoria rainha no Estoril, mas ainda não venceu no MotoGP (conta com uma vitória nas 250cc) e considerará esse resultado como a melhor resposta. Nicky Hayden apresenta-se como o melhor piloto da Ducati na geral ao cabo de duas jornadas, com o companheiro de equipa na formação oficial Rossi não muito longe. O italiano só por uma vez ficou fora do pódio no circuito português na categoria rainha e conta com cinco vitórias na pista.

Hiroshi Aoyama (San Carlo Honda Gresini) e Andrea Dovizioso (Repsol Honda) tiveram sortes diferentes na última jornada; o nipónico somou o seu melhor resultado na categoria rainha até à data com o quarto lugar, enquanto o italiano terminou em 12º. O último pódio de Dovizioso surgiu no Estoril na penúltima ronda de 2010.

O sexto lugar de Héctor Barberá (Mapfre Aspar Team) em Jerez foi o seu melhor resultado na categoria rainha até ao momento e o espanhol vai tentar melhorar isso, enquanto o estreante Cal Crutchlow (Monster Yamaha Tech 3) terminou em oitavo após queda e agora ruma para mais um pista nova no Estoril. O britânico é outro piloto que tirou partido das quase quatro semanas de paragem para ser operado ao braço. O também estreante Karel Abraham (Cardion AB Motoracing) deverá estar confiante depois do sétimo lugar no último embate.

Marco Simoncelli (San Carlo Honda Gresini) vai estar mais determinado que nunca em assinar o primeiro pódio na categoria rainha depois de ter caído quando liderava em Jerez, o mesmo se passando com Ben Spies (Factory Yamaha Racing) que parecia estar a caminho do pódio, em segundo, quando foi ao chão. Colin Edwards (Monster Yamaha Tech 3) também deverá sentir que tem algo a provar depois da queda em Espanha, enquanto Toni Elías (LCR Honda) regressa ao palco da sua única vitória na categoria rainha e a dupla da Pramac Racing, Loris Capirossi e Randy de Puniet, espera melhor sorte. O francês retirou um parafuso do joelho esquerdo após Jerez durante operação de seguimento à fractura na perna contraída na época passada.

Quem espera positivo regresso à acção depois de ter falhado as duas primeiras corridas na sequência da fractura do fémur esquerdo, no Qatar, é Álvaro Bautista. O piloto da Rizla Suzuki tem trabalhado arduamente para recuperar a forma física e voltar à acção apenas seis semanas depois de se ter lesionado.

Tags:
MotoGP, 2011, bwin GRANDE PREMIO DE PORTUGAL

Outras actualizações que o podem interessar ›