Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Conferência de imprensa do Estoril reúne homens da frente do MotoGP

Conferência de imprensa do Estoril reúne homens da frente do MotoGP

Quinta-feira representa para o bwin Grande Prémio de Portugal, a primeira possibilidade de contacto com a pista do Estoril e no caso da prova de 2011, o reencontro com as respectivas equipas, após três semanas forçadas de paragem por causa do adiamento do GP de Motegi e serviu ainda para que alguns dos melhores pilotos de MotoGP, falassem pela primeira vez aos jornalistas depois de Jerez.

Para o Campeão do Mundo Jorge Lorenzo, a pista do Estoril representa uma das que mais gosta de todo o calendário do MotoGP; Ganhou por três vezes e conseguiu na pista portuguesa a sua primeira vitória em MotoGP, mas o piloto espanhol considera-a também “uma das mais difíceis e exigentes do MotoGP. Nesta altura a equipa esta numa fase em que tudo aponta para um desenvolvimento da Yamaha, mas para esta prova apenas serão feitas as afinações necessárias para que possamos ter um bom comportamento em pista. Estamos confiante. Mesmo com as limitações da máquina, tentaremos chegar ao pódio. No teste de segunda feira, tentaremos introduzir melhorias, mas até lá, apenas pequenas modificações na afinação.”

Danny Pedrosa está igualmente confiante na sua Honda, mas preocupado ainda com a cirurgia a que foi sujeito ao ombro: “Tudo correu bem e ao que parece a dor desapareceu. Foram bons estes dias para descansar e fiz o máximo para estar em forma. Em relação á corrida do Estoril, acho que o meu desempenho pode ser ainda melhor do que foi até aqui, mas não me posso queixar, pois mesmo com o problema no ombro, consegui um bom conjunto de resultados no Qatar e Jerez.”

As questões para Casey Stoner e Valentino Rossi, centraram-se mais no que se passou entre os dois em Jerez de La Frontera e na atitude dos comissários de pista, pelo menos no ponto de vista de Stoner: “Na minha opinião os comissários não actuaram da melhor forma e por isso estou aborrecido pois sinto que sou prejudicado. O Valentino cometeu um erro e levou-me consigo no seu despiste, mas ele foi ajudado por muita gente e eu não. É isso que condeno, pois erros em pista todos cometemos.”

Também Valentino Rossi se referiu ao incidente, assumindo o seu “erro e nada mais. Todos os cometemos e já falei disso com o Casey. Está esclarecido e só tenho que lamentar ele ter sido prejudicado. Tal como diz o Casey os comissários fizeram a sua escolha, mas eu não posso ser responsabilizado, mais do que pelo meu erro, que já assumi.”

Prevista para amanhã uma reunião das equipas com a Direcção da Corrida e os Comissários, a mesma não terá a presença dos dois pilotos, mais interessados no desenvolvimento das respectivas máquinas, principalmente Rossi.

“Fizémos muitos testes tendo como objectivo melhorar o motor, mas também a sub-viragem da moto. Estamos confiantes num bom resultado e apesar de sabermos que a Ducati está bem na chuva, prefiro que a corrida se dispute em seco.”

Também Stoner prefere uma corrida em seco, mas o australiano refere ainda em relação á sua moto – por insistência de um jornalista – que a mesma tem “alguns problemas em retomar a marcha, quando empurrada apenas por uma ou duas pessoas. É um problema que teremos que corrigir e que é preocupante, caso a atitude dos comissários não se modifique.”

Finalmente foi confirmada pela equipa médica do Circuito Estoril, a possibilidade de participação no bwin Grande Prémio de Portugal, de Álvaro Bautista, que recupera ainda de uma fractura no fémur, derivada de um acidente no MotoGP do Qatar.

O piloto da Rizla Suzuki, parece sentir-se bem, mas apenas tomará a decisão de participar, depois da primeira sessão de treinos livres. “Estou confiante, mas apenas amanhã vou decidir se participo ou não. A equipa tem substituto, mas eu quero alinhar no bwin Grande Prémio de Portugal, pelo que amanhã vou dar o meu máximo. Fizemos exames médicos e andei um pouco de moto (supermotard) mas nada que se compare ás exigências da Suzuki de MotoGP, que terei que reaprender totalmente. Veremos como tudo se vai passar, nesta pista tão exigente.”

Tags:
MotoGP, 2011, bwin GRANDE PREMIO DE PORTUGAL

Outras actualizações que o podem interessar ›