Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Lorenzo e Spies querem melhorias nas Yamahas

Lorenzo e Spies querem melhorias nas Yamahas

Os pilotos de das Yamaha de fábrica Jorge Lorenzo e Ben Spies tiveram sortes diferentes depois do primeiro dia de treinos para o bwin Grande Prémio de Portugal, com o Estpanhol a terminar em segundo e o americano a alcançar a oitava melhor marca.

O actual líder do campeonato, Jorge Lorenzo, foi o quarto mais rápido nos treinos da manhã e progrediu para Segundo na sessão da tarde, apenas a 0.061s da melhor marca de Marco Simoncelli. O piloto de Maiorca, foi capaz de seguir de perto as Honda de Simoncelli e Dani Pedrosa, garantindo um conjunto de voltas rápidas, durante as duas sessões deste primeiro dia. Depois da sua vitória em Jerez, o piloto espanhol de 23 anos, ambicionava por treinos livres sobre piso seco, para tentar melhorar a capacidade de travagem da sua Yamaha, antes da qualificação de amanhã.

Já Spies garantiu o oitavo lugar nas duas sessões. O piloto de 28 anos, acredita que um bom resultado é possível com esta moto, mas também está seguro de que será ainda necessário para garantir a melhor afinação para ter a moto preparada para seco e pista molhada..

Jorge Lorenzo, Yamaha Factory Racing

”Acho que vamos conseguir andar bem, pois andei sempre nas melhores posições. Fui quarto esta manhã e segundo esta tarde, sempre muito perto dos pilotos da frente… Temos ainda que trabalhar um pouco na nossa moto, especialmente no que respeita á eficácia de travagem e também principalmente no primeiro sector da pista. Se conseguirmos, vamos certamente andar na frente. Espero que a pista se mantenha seca, amas estamos preparados para tudo. Obviamente que preferimos pisa seca a molhada. Para ser honesto, a pole position não faz parte dos meus objectives para esta corrida. Simplesmente quero terminar a prova. O importante é não caír e recolher alguns pontos.”


Ben Spies, Yamaha Factory Racing

”Não foi um dia perfeito, pois lutámos um pouco contra as adversidades. Esta tarde tive uma saída de pista, por causa de utilizarmos pneus mais rijos. Nunca tivémos depois a oportunidade de mudar para os mais moles, pois estávamos a testar “settings” diferentes. Estou muito confiante de que conseguirei junto com a equipa, melhorar a nossa prestação durante as qualificações de amanhã. Vai ser igual para toda a gente se chover e não penso ficar atrás dos mais rápidos quer na chuva quer em seco. Não estou preocupado com isso, mas preferia seco pois é mais seguro. Quero estar nas duas primeiras linhas á partida, pelo que vamos trabalhar para conseguir ter a moto em condições para amanhã tentarmos fazer o nosso melhor.”

Tags:
MotoGP, 2011, bwin GRANDE PREMIO DE PORTUGAL

Outras actualizações que o podem interessar ›