Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Edwards e Crutchlow na terceira fila do Estoril

Edwards e Crutchlow na terceira fila do Estoril

Colin Edwards consegui a sua melhor posição numa grelha de partida para uma corrida de MotoGP nesta época, ao conseguir a sétima melhor marca na qualificação para a corrida de amanhã do bwin Grande Prémio de Portugal. A Monster Yamaha Tech 3 do seu companheiro de equipa Cal Crutchlow voltou a fazer um oitavo tempo, repetindo assim a sua posição numa das duas corridas do início da época.

Com pequenas depressões e algumas ondulações preocupantes ao longo do Circuito Estoril, Edwards e Crutchlow acabaram a qualificação separados por 0.109s. Edwards rodou em 1.38.080 liderando uma vez entre s pilotos que utilizam motos que não são de fábrica. O seu tempo foi apenas 0.007s mais lento do que o último ocupante da segunda linha da grelha, depois de experimentar diferentes afinações na sua máquina, tentando obter o maior equilíbrio possível tanto em curva como em recta.





Crutchlow rodou de forma consistente, sempre entre os dez melhores, durante toda a qualificação, aproveitando o piso seco, apesar de “ameaçado” por algumas nuvens bem negras que pairaram sobre a pista do Estoril. Foi a terceira vez consecutiva que o ex-Campeão de Supersport, partiu á frente do nove vezes Campeão do Mundo Valentino Rossi.





Colin Edwards, Monster Yamaha Tech 3

Este foi o meu melhor resultado em qualificações no que levamos de época, pelo que estou satisfeito com o que consegui. A pista tem muitas depressões e alguma parte da recta é ondulada, mas é o mesmo para todos, pelo que não tenho que me queixar disso. Vamos tentar aumentar um pouco o nosso ritmo para a corrida, pois acho que a moto está bastante boa e se estiver seco temos muitas hipóteses de garantir um bom resultado. Vou rodar com a afinação escolhida esta tarde, pois acho que é a mais correcta para a corrida. Só podemos ambicionar andar logo atrás das máquinas de fábrica e a equipa fez um trabalho fantástico, garantindo-nos uma boa “performance”.





Cal Crutchlow,Monster Yamaha Tech 3




Acho quase impossível conseguirmos andar mais depressa com esta moto. Demos o nosso melhor na sessão de qualificação e aproveitámos todo o bom trabalho feito pela equipa técnica. Eu próprio dei o meu máximo e os resultados aconteceram. Estou entre o Edwards e Rossi na grelha, nesta que é a minha primeira corrida aqui. Não há tempo para descansar e temos que estar concentrados numa pista em há alturas em que se tem que se reduzir a velocidade de 200 para 30 Km/h… Há uma grande pressão muscular, principalmente ao nível dos ombros, mas a minha esperança para amanhã é fazer uma corrida sem erros, tentar terminar nos dez primeiros e ganhar a maior experiência possível para a restante época de MotoGP.

Tags:
MotoGP, 2011, bwin GRANDE PREMIO DE PORTUGAL, Cal Crutchlow, Colin Edwards, Monster Yamaha Tech 3

Outras actualizações que o podem interessar ›