Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Terol continua o domínio nos treinos livres

Terol continua o domínio nos treinos livres

Nicolas Terol (Bankia Aspar) foi o mais rápido na terceira sessão de treinos livres para o bwin Grande Prémio de Portugal. O estreante Danny Kent (Red Bull Ajo Motorsport) foi segundo, á frente do seu companheiro na equipa Bankia Aspar, Héctor Faubel. Miguel Oliveira, que chegou a comandar a sessão, assinou a nona melhor marca na sessão.

O espanhol conseguiu rodar em 1’54:280 batendo a concorrência por uma margem confortável, sendo o piloto britânico o que mais se aproximou, garantindo uma sequência de tempos consistente durante as três sessões já realizadas. Terol, que ganhou as corridas realizadas no Qatar e em Jerez, quer ser o primeiro piloto após Masao Azuma em 1999, a conseguir ganhar as três primeiras corridas de 125cc de uma temporada.


 


Os treinos livres estiveram sempre ameaçados por nuvens bem escuras, começando com temperaturas baixas e sob ameaça de chuva. Depois da chuva forte de ontem e da enorme trovoada, a sessão decorreu sobre uma pista um pouco molhada, pelo que os tempos foram em média nove segundos mais lentos do que na segunda sessão de treinos livres disputada ontem.


 


Kent, que conseguiu a sua melhor classificação nesta classe com o quarto lugar obtido em Jerez, liderou grande parte da sessão, até que Terol passou ao ataque, roubando-lhe a primeira posição, nos derradeiros minutos. Héctor Faubel (Bankia Aspar) segundo no Estoril em 2006 e vencedor em 2007, foi o terceiro mais rápido, com o tempo de 1’54.830


 


Efrén Vázquez (Avant-AirAsia-Ajo) que foi oitavo na segunda corrida do ano passado no Estoril, conseguiu a quarta melhor marca (+0,718s), á frente de Jonas Folger (Red Bull Ajo Motorsport) que parecia frustrado no final da sessão, queixando-se do muito tráfico encontrado, mas conseguindo ainda assim ser o último a ficar no mesmo segundo de Terol. Alberto Moncayo (Team Andalucía Banca Cívica) – o sexto mais rápido no dia de ontem sobre piso seco – repetiu a posição sobre a pista molhada, já no final da sessão.


 


Maverick Viñales (Blusens by Paris Hilton) foi o sétimo mais rápido, á frente do piloto da equipa Bankia Aspar, Adrián Martín. O português Miguel Oliveira (Team Andalucía Banca Cívica) foi o nono e o último entre os dez primeiros foi, Luis Salom (RW Racing GP).

O piloto nacional conseguiu ainda passar pelo comando a meio da sessão, mas depois recolheu ás boxes para fazer algumas afinações na sua Aprilia e perdeu muitos lugares, principalmente nos últimos momentos da sessão. Na qualificação tentará subir uns lugares na grelha.

Sergio Gadea (Blusens by Paris Hilton Racing) foi forçado a parar no circuito, devido a problemas mecânicos, na primeira parte desta derradeira sessão de treinos livres.

Tags:
125cc, 2011, bwin GRANDE PREMIO DE PORTUGAL, FP3

Outras actualizações que o podem interessar ›