Compra de bilhetes
VideoPass purchase

Terol vence de forma categórica e Oliveira foi sétimo

Terol vence de forma categórica e Oliveira foi sétimo

O piloto da Bankia Aspar, Nicolas Terol, continuou no Estoril um início de temporada perfeito, alcançando no bwin Grande Prémio de Portugal, a sua terceira vitória consecutiva na categoria de 125 cc. O espanhol dominou, terminando á frente de Sandro Cortese (Intact-Racing Team Germany) e Johann Zarco (Avant-AirAsia-Ajo) ao passo que Miguel Oliveira (Andalucia Banca Civica) foi sétimo, depois de uma prova muito consistente.

O homem da pole Nicolas Terol tornou-se no primeiro piloto a ganhar três provas consecutivas no início de uma época, desde que a mesma façanha foi conseguida pelo japonês Masao Azuma em 1999. O piloto de 22 anos aumentou assim para 25 pontos a sua liderança no Mundial de Pilotos, ao assegurar para já a recolha máxima de pontos do Campeonato de 2011, garantindo igualmente a oitava vitória da sua carreira.


 


Cortese que for a Segundo na qualificação, lutou toda a corrida contra Héctor Faubel (Bankia Aspar) que abandonou depois de uma queda a meio da corrida. Ambos lideraram uma série de pilotos que lutaram incessantemente durante toda a prova, que incluía Maverick Viñales (Blusens da Paris Hilton Racing) e Johann Zarco (Avant-AirAsia-Ajo).


 


O piloto francês que conseguira o seu primeiro pódio na corrida de Jerez, acabou por repetir o feito no Estoril, com uma chegada em “foto finish” com o espanhol Viñales, favorável ao piloto da Ajo Motorsport . A diferença entre estes dois foi de apenas dois centésimos de segundo. Ainda assim o quarto lugar do espanhol foi, até agora, o seu melhor resultado nesta categoria, ficando apenas a um lugar de subir ao pódio final.


 


Jonas Folger (Red Bull Ajo Motorsport) que conseguiu igualar Zarco no terceiro lugar do campeonato, foi quinto, á frente de Efrén Vázquez (Avant-AirAsia-Ajo). Miguel Oliveira (Team Andalucía Banca Cívica) que foi até agora o primeiro piloto português a partir de uma primeira linha de uma grelha de partida para um Grande Prémio, acabou por se colocar numa honrosa sétima posição, nesta terceira participação na categoria, como “rookie”. Uma boa prestação do piloto português que tudo tentou para seguir os mais rápidos, optando depois por realizar uma corrida consistente, não cometendo erros, nem excessos.


 


Luis Salom (RW Racing GP) terminou em oitavo, á frente do Segundo piloto da Bankia Aspar, Adrián Martín e o décimo foi Simone Grotzkyj (Phonica Racing).


 


Danny Kent (Red Bull Ajo Motorsport) foi penalizado por uma falsa partida, mas acabou por terminar na 15ª posição, conseguindo o último ponto disponível em termos de campeonato. Taylor Mackenzie (Phonica Racing) que tinha conseguido ser 26º na qualificação, depois de uma queda, acabou por não participar na corrida, pois sentiu bastantes dores nas horas seguintes ao acidente e Alberto Moncayo (Team Andalucía Banca Cívica) que era o quinto melhor, também não partiu, pois a sua moto apresentou problemas mecânicos irresolúveis, antes da partida desta tarde.


 

Tags:
125cc, 2011, bwin GRANDE PREMIO DE PORTUGAL, RAC

Outras actualizações que o podem interessar ›